Parque Regional de Manutenção da 5ª Região Militar assume Projeto M109A5

O trabalho nos pavilhões e na Divisão Técnica do Parque Regional de Manutenção da 5ª Região Militar (Pq R Mnt/5) têm um novo desafio e motivação: o Projeto M109A5, blindado de fabricação norte-americana que teve um lote doado ao Exército Brasileiro.

Esta semana, foi concluída a manutenção e inspeção de dois tubos. Seis militares estão diretamente envolvidos na atividade, dentre eles, o Segundo-Sargento de Material Bélico Anderson de Freitas Gonçalves, que passou uma semana nos Estados Unidos (EUA) para acompanhar como é feita a manutenção do M109A5.

“É uma importante transição dentro do Exército Brasileiro. A gente percebe essa evolução na Artilharia. Então, é uma oportunidade ímpar para a carreira, de adquirir mais conhecimento e atuar na nossa função-fim, que é trabalhar com armamento. Sem dúvida, é algo que nos orgulha”, relatou.

Inspeção e manutenção dos tubos

Os tubos recebem, primeiramente, uma limpeza e escovagem. Em seguida, passam por uma boroscopia – inspeção que determina se têm condição de uso. Na última etapa, são engraxados e lacrados para armazenagem. Ao todo, 56 tubos serão submetidos a esse processo. A previsão é repetir operação de manutenção a cada seis meses, a fim de evitar ferrugem.

Visita de Orientação Técnica

O Projeto do M109A5 trouxe uma comitiva, comandada pelo 4º Subchefe do Estado-Maior do Exército, General de Divisão João Chalella Júnior, ao Pq R Mnt/5.

Além de conhecer os blindados que chegaram dos EUA no último dia 3 de outubro, a comitiva realizou um levantamento das necessidades para a modernização e adaptação dos carros de combate para os padrões das Forças Armadas Brasileiras.

Em diversos momentos da visita, o General destacou a competência e profissionalismo do Pq R Mnt/5, que qualificaram a organização militar a desenvolver o projeto com os 56 blindados M109A5. “Este Parque é referência para o Brasil, para os demais parques. Vocês desenvolvem um trabalho muito além da missão prevista, com tamanha maestria, que também já é reconhecida internacionalmente. Isso é um orgulho para o Exército”, afirmou.

A avaliação da comitiva ainda destacou o papel da 5ª Região Militar (5ª RM) na eficiência logística da Força. “Aqui se faz logística na acepção da palavra. Cuidam do blindado, da manutenção e do armamento. Isso faz a diferença. Basta observar o quanto a 5ª Divisão de Exército (5ª DE) evoluiu em tão pouco tempo. Vocês irradiam esse espírito de manutenção para toda a 5ª DE, para o Exército Brasileiro”, concluiu General Chalella.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Decisão evitará prejuízos a empresas do setor que corriam risco de perder contratos e contribuirá para a sustentabilidade e a...

O cabo Raony Osório, da Polícia Militar do Estado de Santa Catarina (PMSC), que desde maio de 2022 está como...

O Estado-Maior do Exército (EME) publicou no Diário Oficial da União da última sexta-feira, dia 23 de fevereiro, uma nova...

A África do Sul voltou a dar andamento ao programa do míssil ar-ar de curto alcance guiado por infravermelho A-Darter,...

Comentários

Disponível

DISPONÍVEL