Os satélites GRACE-FO foram lançados com sucesso na Califórnia.

  • Os mapas do campo gravitacional da Terra indicarão o movimento de água líquida, gelo e massas terrestres.
  • O GRACE-FO dará continuidade ao essencial registro climático estabelecido pela missão antecessora GRACE (2002-2017), também um projeto conjunto entre os Estados Unidos e a Alemanha.

Vandenberg/Califórnia, 24 de maio de 2018 – Os satélites de monitoramento continuado de experimentos de recuperação gravitacional e de clima GRACE-FO (Gravity Recovery and Climate Experiment Follow-On) desenvolvidos e construídos pela Airbus foram lançados com sucesso ao espaço da Base Aérea de Vandenberg da Força Aérea dos EUA na Califórnia, usando um veículo lançador Falcon 9.

O GRACE-FO é um projeto conjunto entre a NASA e o Centro Alemão de Pesquisa em Geociências (GFZ) em Potsdam, perto de Berlim.

The Merlin 1D vacuum engine turns off after placing the Iridium and GRACE-Follow On satellites into the first of two targeted orbits at an altitude of around 304 miles (490 kilometers) and an inclination of 89 degrees.

As medições precisas da faixa intersatélite entre os dois satélites gêmeos coplanares de órbita polar de baixa altitude permitirão a produção de modelos globais e de alta resolução do campo gravitacional da Terra, oferecendo detalhes de como a massa – na maioria dos casos a água – se move pelo planeta.

Onze minutos após a decolagem, os dois satélites de observação da Terra, cada um pesando cerca de 600 kg, separaram-se de sua estrutura de distribuição, que também foi construída pela Airbus para conter e transportar os satélites durante o lançamento.

The twin 1,323-pound (600-kilogram) GRACE-Follow On satellites separate in opposite directions from the Falcon 9 rocket’s second stage.

Pouco tempo depois, os satélites GRACE-FO “se apresentaram para a missão” por meio da estação terrestre de McMurdo na Antártida. A operação da missão é realizada no centro de operações espaciais do Centro Aeroespacial Alemão (DLR) em Oberpfaffenhofen, na Alemanha.

Uma vez manobrados até suas órbitas operacionais, ambos os satélites de pesquisa GRACE-FO circundarão a Terra em uma órbita polar a cerca de 490 quilômetros de altitude, com uma distância de 220 quilômetros entre eles. A missão está prevista para durar pelo menos cinco anos.

Os satélites medem constantemente a distância entre eles com uma precisão de até alguns micra usando um sistema de microondas construído no Laboratório de Propulsão a Jato da NASA em Pasadena, na Califórnia, que administra a missão da NASA.

Ao mesmo tempo, um acelerômetro sensível construído na ONERA, na França, se ocupa dos efeitos não gravitacionais como o arrasto atmosférico e a radiação solar.

Os dados estão sendo usados ​​para rastrear o movimento de massas líquidas de água, gelo e terra, criando mapas mensais das mudanças do campo gravitacional da Terra.

Os satélites GRACE-FO também contam com um novo instrumento interferômetro para medição a laser da distância intersatélite, desenvolvido por uma joint venture alemã/americana, que está sendo testado para utilização em futuras gerações de satélites.

Além disso, cada satélite registra até 200 perfis por dia de distribuição de temperatura e conteúdo de vapor d’água na atmosfera e na ionosfera para auxiliar na previsão do tempo.

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

A AVIBRAS Indústria Aeroespacial S/A, que em tempos passados foi considerada uma das maiores empresas  de defesa do mundo, mas...

Empresas brasileiras destacam inovações e capacidades no cenário internacional A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança...

Para celebrar os feitos dos mais de 25 mil homens e mulheres brasileiros que lutaram na 2ª Guerra Mundial, o...

Desde 1º de janeiro de 2023, o dr. Artur José Dian ocupa o cargo de Delegado-Geral da Polícia Civil do...

Comentários

DISPONÍVEL