O novo helicóptero H145 da Airbus já está no Brasil

0
15145
Foto 2 H145.
H145 incorpora inovações como rotor de cauda tipo Fenestron® e piloto automático de quatro eixos. (Imagem: Ivan Plavetz)

O novo helicóptero H145 da Airbus Helicopters está no Brasil para uma turnê de demonstrações que terminará no dia 17 de Abril. A aeronave multimissão será apresentada para o mercado civil, governamental, militar e offshore nas cidades de São Paulo, Curitiba, Brasília, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

O roteiro foi iniciado ontem (19) na cidade de São Paulo e a Revista Tecnologia & Defesa foi convidada para participar do press meeting promovido na sede da Helibras, localizada no Aeroporto Campo de Marte, em São Paulo (SP). O evento foi encerrado com um voo de H145 de aproximadamente trinta minutos com os convidados a bordo. Christian Fanchini, representante da área de Produtos da Airbus Helicopters, ofereceu um completo breafing para os jornalistas da imprensa especializada sobre as qualidades do H145, bem como a respeito dos recentes aperfeiçoamentos introduzidos na aeronave. Parte dessa apresentação será reproduzida a seguir.

Também esteve presente, François Arnaud, vice-presidente comercial e de marketing da Helibras. Ao responder perguntas formuladas pela imprensa, Arnaud destacou o crescimento do interesse do mercado brasileiro por helicópteros biturbinas , notadamente na área de segurança pública, principalmente pelas dimensões da cabine dessas aeronaves, pela segurança oferecida pela configuração e pela capacidade de voo IFR. Segundo ele, sete H145 já voam para organizações governamentais estaduais do Brasil. Até o final do ano esse número crescerá para cerca de dez, sendo que o governo do Rio de Janeiro deverá ser o próximo estado a encomendar o modelo (duas unidades). O executivo avaliou que a Helibras registrou nos últimos anos ininterrupta ascensão de sua participação no mercado civil, incluindo offshore. Arnaud lembrou a forte participação industrial da companhia referindo-se à produção de helicópteros da marca Airbus Helicopters na fábrica de Itajubá (MG). No setor militar, Arnaud confirmou que a Helibras deverá participar do processo de seleção de um modelo de helicóptero biturbina leve para a Marinha do Brasil.

Impressões de voo

O H145 possui dimensões compactas se considerarmos sua capacidade interna para passageiros e carga. Suas medidas externas são um pouco maiores do que aquelas encontradas no conhecido AS350 Esquilo, também da Airbus Helicopters/Helibras.

Foto 6 H145.
Cockpit ergonômico dotado de ampla visão do meio exterior e de painel digital de última geração. (Imagem: Ivan Plavetz)

Essas dimensões incluem um rotor principal quadripá de diâmetro reduzido, que abre possibilidades de operações seguras em áreas restritas como helipontos ou localidades urbanas densamente ocupadas. O rotor de cauda tipo Fenestron, o rotor principal de construção rígida posicionado bem acima da área de circulação de pessoas, cone de cauda alto e a fuselagem praticamente livre de peças salientes, possibilitam circulação em seu entorno com mais segurança em relação aos helicópteros de construção convencionais. O H145 apresentado na ocasião estava configurado para seis passageiros além dos dois pilotos (a cabine de passageiros/carga pode acomodar até 10 passageiros) e ofereceu uma sensação de generoso espaço interno e uma confortável acomodação durante o voo.

Quanto à vibração estrutural, são as mínimas possíveis, mesmo em atitudes de voo que elas mais se manifestam. Hovering (voo pairado) bastante estável. Baixo nível de ruído interno da cabine contribuiu com o conforto do voo. Decolagem, ascensão, nivelamento, decida e toque no solo sem as típicas sensações das bruscas variação do “g”.

Raio X do H145

O H145, nova designação adotada para o EC145 T2, é o ultimo descendente da dinastia iniciada com o BK-117 no final dos anos de 1970. Até agora foram entregues mais de 700 unidades da família EC145 para os setores militar, comercial, de óleo e gás, aviação executiva, emergências médicas e governamental. Recebeu as certificações da EASA e FAA em abril e outubro de 2014, respectivamente.

Foto 7 H145.
Durante o voo de demonstração, o H145 apresentou notável estabilidade e docilidade de manobras. (Imagem: Ivan Plavetz)

De acordo com a fabricante, o H145 foi atualizado para melhorar o desempenho em condições extremas de altitude e temperatura, aumentar sua capacidade de voo, apresentar níveis de ruído mais baixos, reduzir a carga de trabalho do piloto e aumentar a segurança operacional.

Na parte externa, o rotor de cauda carenado tipo Fenestron é considerado o grande diferencial, e segundo a Airbus Helicopters, a solução torna o helicóptero o mais silencioso de sua categoria, com nível de ruído muito abaixo das exigências da Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO).

A evolução do modelo seguiu a nova filosofia da Airbus Helicopters e da Helibras que priorizam a satisfação do cliente e a segurança de voo em seus produtos e serviços. O H145 traz uma Interface homem/máquina otimizada com novo pacote de aviônicos intuitivos (Helionix™), piloto automático que reduz a carga de trabalho da tripulação e sistema elétrico de última geração. A caixa de transmissão principal modernizada e os novos motores Turbomeca Arriel 2 E controlados por FADEC de duplo canal, aliados ao Fenestron ®, oferecem melhor desempenho e mais segurança , afirma a companhia. É oportuno ressaltar que algumas partes do H145 são conformadas com material composto contabilizando através desse avanço economia de peso não útil e ganhos na capacidade de carga útil.

Foto 5 H145.
A porta traseira tipo clanshell permite rápido embarque e desembarque de pacientes nas versões aeromédicas. (Imagem: Ivan Plavetz)

Combinando o já comprovado desempenho da família EC145 com o compromisso da Airbus Helicopters em desenvolver produtos de excelência, o H145 é um potente, confortável, moderno e versátil helicóptero multimissão que traz uma ampla gama de opcionais para a melhor performance em qualquer operação. Conforme a empresa, esse modelo está sendo muito bem recebido por todos os mercados, o que deve acontecer também no Brasil, pois a aeronave está capacitada para atender as necessidades dos clientes que operam em regiões de alta temperatura.

As amplas portas laterais corrediças e as portas tipo “clamshel” (concha bipartida) na parte traseira facilitam o embarque de cargas e pacientes, o que torna o modelo bastante adequado para serviços aeromédicos, missões policiais e de busca e resgate, entre outros. Graças ao projeto dessas portas o acesso e desembarque da aeronave podem ser feitos rapidamente . A variante com capacidade SAR é equipada com grua de içamento com capacidade de 272 Kg e trazer para bordo pessoas posicionadas a até 90 metros abaixo do helicóptero.

A aeronave também está capacitada para missões noturnas, com o uso do sistema de óculos de visão noturna (NVG). Tanto as versões civis quanto as dedicadas a tarefas de segurança e militares possuem provisões para rápida conversão de seus interiores.

As portas e a espaçosa cabine também merecem destaque em sua utilização pelo mercado offshore, para o qual, afirma a fabricante, a aeronave tem capacidade e potência superior. Essas e outras vantagens são encontradas ainda na versão militar do novo helicóptero, renomeada como H145M, tornando-se a mais nova opção de alta tecnologia em helicópteros biturbinas leves para o mercado de defesa.

Foto 4 H145.
O H145 possui confortável espaço interno para um helicóptero de sua classe. (Imagem: Ivan Plavetz)

“Com 13 helicópteros da família EC145 operando no Brasil, nos mercados civil e governamental, a Helibras oferece suporte completo para responder às necessidades dos operadores no apoio logístico e manutenção da frota no país” informou François Arnaud.

“Além disso, a empresa oferecerá treinamento para pilotos e técnicos, com aulas teóricas, práticas e em simulador, que poderão ser realizadas na Airbus Helicopters”, explicou o executivo.

De acordo com a Airbus Helicopters, seu objetivo é atender premissas de satisfação do cliente e de ampliação da disponibilidade das aeronaves. O H145 possibilita aos operadores a realização de reparos de manutenção contínua sem a necessidade de interrupção nas atividades para inspeções de longo período.

A primeira unidade do H145 foi entregue pela Airbus Helicopters, no segundo semestre do ano passado, à DRF Luftrettung, empresa alemã de resgate aeromédico. De lá para cá, cerca de 20 clientes em todo o mundo receberam a aeronave. Até o momento, a Airbus Helicopters já assinou cerca de 140 contratos de vendas e opções de compra, além de 15 na versão militar (H145M) para o exército alemão e cinco para a Royal Thai Navy, a marinha da Tailândia.

Foto 1 H145.
(Imagem: Ivan Plavetz)

Ficha técnica – H145

Capacidade: 1 piloto + 10 passageiros ou 1.500 Kg de carga no gancho ou 2 pilotos+ 8/9 passageiros

Peso máx. de decolagem: 3.650 Kg

Peso máx. de decolagem com carga externa: 3.650 Kg

Peso vazio: 1.919 Kg

Motorização: duas turbinas – TURBOMECA ARRIEL 2E controladas por FADEC de duplo canal.

Potência máx. de decolagem por motor: 894 shp

Desempenho (com peso máximo de decolagem)

Velocidade máxima (VNE): 268 Km/h – 145 kts

Velocidade de cruzeiro rápido: 248 Km/h – 134 kts

Razão de subida: 9,3 m/s

Teto de serviço: 5,165 metros

Autonomia com tanque standard: 3h37min.

Alcance máximo com tanque standard: 663 Km

Comprimento (com rotor girando): 13,63 metros

Comprimento da fuselagem: 11,69 metros

Altura: 4 metros

Diâmetro do rotor principal: 11 metros

Ivan Plavetz