Novaer participa do Dubai Air Show e expõe aeronave inédita B-250

0
6831
A Novaer informa que estará presente no Dubai Air Show 2017, que vai ser realizado de 12 a 16 de novembro em Dubai. A empresa Calidus, dos Emirados Árabes, desenvolveu em parceria com a Novaer a aeronave B-250, que será apresentada no evento. Maiores detalhes sobre o aparelho somente no dia da inauguração da feira, quando a assessoria de imprensa da Novaer fornecerá as informações completas referentes ao lançamento. A empresa brasileira vai levar também o T-Xc SOVI para ser apresentado no show”.

A Novaer estará presente no Dubai Air Show 2017, que acontece entre os dias 12 a 16 de novembro em Dubai.

A empresa Calidus, dos Emirados Árabes, desenvolveu em parceria com a Novaer a aeronave de ataque leve/treinamento biplace B-250, que será apresentada oficialmente no evento.

Maiores detalhes sobre o aparelho serão revelados somente na inauguração da feira, quando a Novaer fornecerá informações referentes ao B250.

A empresa brasileira confirmou a reportagem de T&D que o seu projeto T-Xc SOVI* também será apresentado no Dubai Air Show 2017.

O T-Xc SOVI, apresentado ao mercado pela NOVAER em 2013, é uma aeronave totalmente fabricada em compósitos de fibra de carbono, assentos lado a lado, e voltada precipuamente para a instrução de voo/formação do pilotos militares.

*“T-Xc”, um projeto de engenharia voltado para o desenvolvimento de um mesmo avião tipo, atendendo simultaneamente a duas categorias:

  • Versão Treinador: acrobática de 2 lugares. Esta versão visa atender às necessidades de forças aéreas para o treinamento elementar, primário ou básico de seus pilotos.
  • Versão Utilitária: não acrobática de 4 lugares: Esta versão visa atender ao transporte de passageiros e pequenas cargas (também designada “U-Xc”).

Um portifólio abrangente

O T-Xc SOVI, apresentado ao mercado pela NOVAER em 2013, é uma aeronave totalmente fabricada em compósitos de fibra de carbono, assentos lado a lado, e voltada precipuamente para a instrução de voo/formação do pilotos militares.

Realizou seu voo inaugural em agosto de 2014 e desde então vem sendo submetido a uma extensiva campanha de ensaios e testes.

Seu mercado original é a substituição dos antiquados e longevos T-25 Universal, e dos recentes T-27 Tucano, ambos empregados na instrução básica/intermediária/avançada na Academia da Força Aérea Brasileira (um mercado de aproximadamente 80 unidades).