Navio Doca Multipropósito chega ao Brasil

0
5525
Imagem 2 NDM Bahia-Salvador
Porto de Salvador (BA), primeira parada do NDM Bahia no Brasil. (Imagem: MB)

O Navio de Doca Multipropósito (NDM) Bahia (G40), recentemente incorporado à frota da Marinha do Brasil, atracou no porto de Salvador (BA) no último domingo (03) procedente da França. Na próxima quarta-feira (06) acontecerá a cerimônia de apresentação oficial do Bahia, que contará com a presença de autoridades, dentre elas, o Ministro da Defesa, Aldo Rebelo, o governador da Bahia, Rui Costa, o comandante da Marinha do Brasil, almirante-de-esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, e o embaixador da França no Brasil, Laurent Bili. Logo após a cerimônia, o navio será aberto para visitação pública e depois seguirá viagem para o Rio de Janeiro (RJ).

Esse é o sexto navio da frota da MB designado como Bahia. O nome de batismo é em homenagem ao Estado que possui singular importância para a Marinha por sua posição geográfica mediana em relação ao litoral brasileiro, facilitando o deslocamento e atuação de Forças Navais para Norte/Nordeste ou para o Sul.

O navio foi projetado para transportar tropas, veículos, helicópteros e munição, agindo em grandes áreas oceânicas e na proteção de plataformas marítimas de petróleo, contribuindo para o emprego do Poder Naval na defesa das águas jurisdicionais brasileiras e colaborando com as ações da Marinha realizadas em parceria com os órgãos internacionais e em apoio à política externa do País.

O NDM Bahia possui um complexo hospitalar com 500 metros quadrados capaz de prestar atendimento médico-odontológico e com acesso direto ao convés de voo principal, permitindo que helicópteros realizem evacuações aeromédicas.

Imagem 3 NDM Bahia-Salvador........
Vista de popa do NDM Bahia: notar as lanchas de desembarque anfíbio. (Imagem: MB)

Com essas propriedades, a Marinha do Brasil cumprirá com mais eficiência as missões de apoio à Defesa Civil, por ocasião de calamidades públicas e de operações de busca e salvamento, de manutenção da paz e de caráter humanitário.

Ivan Plavetz