MBDA testa disparos de míssil Brimstone de helicópteros Apache

0
2266
(Imagem: MBDA)

A MBDA e a Boeing completaram uma série de provas físicas e disparos do míssil ar-superficie Brimstone do helicóptero de ataque AH-64E Apache com o propósito de confirmar a viabilidade de integrar o míssil com a futura frota desse modelo de helicóptero do Reino Unido.

As provas validaram estudos preliminares requisitados pelo Ministério da Defesa do Reino Unido (MoD) para a MBDA e Boeing, que confirmaram as expectativas de baixo risco dessa  integração. O programa foi financiado pelo MoD e contratado em setembro de 2015.

Ele inclui um leque de provas em vários  ambientes com emprego de sensores com diversas capacidades, bem como testes funcionais e de avionicos para demonstrar nova plataforma de software e funcionalidades implementadas pela Boeing na plataforma de voo e seu cockpit.

A Boeing realizou modificações no cockpit e software, bem como gerenciou o programa de provas em Mesa e Yuma, Estado do Arizona, Estados Unidos, com emprego de um AH-64E alugado do governo norte-americano por nove meses. Segundo a MBDA, todas as atividades acabaram com um número de disparos guiados de sucesso.

Conforme a MBDA, os disparos experimentais demonstraram a eficácia do sistema de guiamento Laser Semi-Ativo (SAL), Modo Dual SAL/ondas milimétricas (mmW) e o totalmente autônomo mmW empregado no Brimstone.

Os lançamentos aconteceram com o helicóptero em hovering (voo pairado), em movimento ou manobrando contra carros de combate e veículos militares de transporte. Todos os disparos feitos com o Brimstone foram totalmente telemetrados ao invés de empregar cabeças de guerra especificas para confirmar a performance do míssil.

Os testes encomendados pelo MoD tiveram entre seus objetivos coletar dados de telemetria do míssil para confirmar que a separação da arma acontece sem qualquer restrição ou preocupação. Esses dados fornecidos pelos testes serão usados para futuras otimizações do Brimstone correspondente às capacidades do AH-64E.

Míssil Brimstone sendo disparado de um helicóptero AH-64E (Imagem: MBDA)

A MBDA afirma que usando as atuais características do Brimstone e as melhorias implementadas, um significativo leque de capacidades únicas já foram demonstradas. Dan Girardin, engenheiro de ensaios de voo da Boeing em Mesa,Arizona, disse que o disparo autonomo com mmW a partir de uma plataforma em movimento ou estacionária contra um alvo fora do eixo  de lançamento atinge uma torre de um carro decombate MBT da forma mais eficiente que ele testemunhou nos mais de 30 anos do programa Apache.

Dai Morris, oficial do MoD responsável por complexos de armamentos , disse que o MoD esta trabalhando junto com a MBDA para desenvolver capacidades do míssil de acordo com os requisitos do Exército Britânico. De acordo com Morris, o Brimstone é parte de uma família de capacidades, o que junto com as necessidades de combate, será destinado para oferecer amplos benefícios incluindo utilidade multi-plataforma, resiliência em arsenal e melhor valor global de investimentos  em Defesa.

Ivan Plavetz