Marinha publica portaria de incorporação do NDM Bahia

Imagem 1 MB-NDMBahia
(Imagem: Marine Nationale)

A Marinha do Brasil baixou portaria oficializando a incorporação do Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia na sua frota.

O navio, originalmente designado Siroco (L9012), foi adquirido da Marine Nationale (Marinha da França), que o desativou em julho último. A identificação do seu casco na MB será G40. De acordo com edital de dispensa de licitação será pago pelo Bahia cerca de R$ 340 milhões, valor que inclui diversos acessórios e armamento orgânico. Ainda não foi informada oficialmente data de chegada ao Brasil.

Portaria Nº 554/MB, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015.

O COMANDANTE DA MARINHA, no uso das atribuições que lhe conferem os art. 4º e 19 da Lei Complementar nº 97, de 9 de junho de 1999, alterada pela Lei Complementar nº 136, de 25 de agosto de 2010, e o art. 26, inciso V, do Anexo I do Decreto nº 5.417, de 13 de abril de 2005, e considerando o disposto nos art 1-2-1, 1-2-3 e 1-2-4 da Ordenança Geral para o Serviço da Armada (OGSA), aprovada pelo Decreto nº 95.480, de 13 de dezembro de 1987, resolve:

Art. 1º Incorporar à Marinha do Brasil o Navio Doca Multipropósito (NDM) “BAHIA”, na condição de Navio Isolado, até a sua Incorporação à Armada, ocasião na qual passará à condição de Navio Solto, até a sua transferência final para o Setor Operativo.

Art. 2º Classificar o NDM “BAHIA” como navio de 1ª classe.

Art. 3º Até a sua transferência para o Setor Operativo, o NDM “BAHIA” ficará subordinado ao Diretor-Geral do Material da Marinha.

Art. 4º Nomear o Capitão-de-Mar-e-Guerra LUIS FELIPE MONTEIRO SERRÃO para exercer o cargo de Comandante do NDM “BAHIA”.

Art. 5º Esta Portaria entrará em vigor no dia 17 de dezembro de 2015.

O NDM Bahia está baseado atualmente em Toulon, na França. (Imagem: Marine Nationale)

O Siroco foi o segundo LPD da classe Foudre construído para a Marinha da França. O primeiro, batizado de Foudre, foi vendido ao Chile em 2011. Lançado ao mar em dezembro de 1996, o projeto do Siroco é ainda relativamente recente e moderno.

Deslocando 12 mil toneladas quando totalmente carregados, os navios da classe LPD Foudre têm espaço para acomodar quatro helicópteros médios do porte do Super Puma, oito lanchas de desembarque e 450 soldados (esse número pode aumentar para 900 tratando-se de curto desdobramento) além da tripulação composta por cerca de 150 militares.

Ivan Plavetz

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

O Grupo EDGE, estatal de tecnologia os Emirados Árabes, anunciou que formalizou uma “joint venture” (JV) com a empresa espanhola...

O Exército Brasileiro (EB), por meio da Chefia de Material do Comando Logístico (CMat/CoLog), publicou hoje, dia 04 de março,...

Durante a HAI Heli Expo 2024, que aconteceu no final de fevereiro, nos Estados Unidos, a Safran Electronics & Defense...

Um valor em torno de U$ 400 milhões, resultante de acordo entre o grupo britânico e o Exército da Dinamarca...

Comentários

Disponível

DISPONÍVEL