Lockheed terminou 2015 com contrato bilionário

0
2499
Imagem 1 Lockheed-C-130J
(Imagem: Lockheed Martin)

A norte-americana Lockheed Martin terminou 2015 contemplada com um bilionário contrato para o fornecimento de 43 aviões C-130J Super Hercules em diversas versões ao governo dos Estados Unidos. Entre essas versões figuram o C-130J-30, modelo dotado de fuselagem alongada, e KC-130J, variante configurada para reabastecimento tático ar-ar destinada ao Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos (US Marine Corps).

Dos dois contratos anunciados no último dia 30 de dezembro, um deles, plurianual, está com negociações concluídas e corresponde a US$ 5,3 bilhões, que foi objeto de discussão durante dois anos. Esse valor corresponde a 32 C-130J do total de 78 previstos. O lote inclui 13 C-130J-30 Super Hercules, cinco HC-130J Combat King II, estes últimos usados pela Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) em missões de recuperação de pessoal e treinamento. Adicionalmente, onze exemplares da versão MC-130J Commando II estão sendo adquiridos para operações especiais e conversão em gunship AC-130J Ghostrider. Os três restantes serão reabastecedores KC-130J para a USAF e um HC-130J para a Guarda Costeira dos Estados Unidos (US Coast  Guard).

As aeronaves serão entregues até 2020 de acordo com informações oficiais, enquanto encomendas adicionais serão formuladas no âmbito do ano fiscal de 2016 e além dele completando desta forma as 78 unidades planejadas. A Lockheed Martin informou que incluindo todos os contratos serão produzidos 30 MC-130J, 13 HC-130J, 29 C-130J-30 e seis KC-130J, dando continuidade ao longo processo de substituição de tipos antigos.

As Forças Armadas dos Estados Unidos possuem quase 200 C-130J em seu inventário. (Imagem: Lockheed Martin)

Constituindo-se num dos programas de aeronaves militares mais longos da história, o primeiro C-130 foi entregue para a USAF em 1956. O 2500º C-130, o qual é da versão HC-130J Combat King II, foi entregue no final de dezembro para o 71º Esquadrão de Salvamento sediado na base aérea da USAF localizada em Moody, na Georgia.

Aproximadamente 17 aviões do modelo são entregues pela Lockheed Martin a cada ano para o governo dos Estados Unidos, sendo que combinados com exemplares de exportação esse número sobe para cerca de 24 unidades. No total, 17 países encomendaram C-130Js, sendo que estão sendo produzidos atualmente para Índia, Iraque, Israel, Kuwait, Omã, Coréia do Sul e Tunísia.

De acordo com a fabricante, a França estaria interessada em adquirir exemplares dessa aeronave na versão convencional de transporte e de reabastecimento.

Ivan Plavetz
Fonte: Flight Global