II Simpósio de Controle e Rastreamento de Explosivos

0
2181
(Imagem: Exército Brasileiro)

Na última semana aconteceu o II Simpósio de Controle e Rastreamento de Explosivos. O evento teve como sede o Quartel General do Exército em Brasília e foi coordenado pela Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC), órgão de apoio técnico normativo do Comando Logístico (COLOG) do Exército Brasileiro.

O encontro teve por finalidade promover discussões sobre tecnologias, procedimentos e normativas que possam auxiliar no controle e rastreamento de explosivos e acessórios, além de contribuir para mudanças na Portaria Nº 003 que trata do assunto.

Neste ano, todo material do Simpósio anterior foi discutido novamente, contando com a participação de órgãos de fiscalização e segurança pública, representantes dos fabricantes e associações, prestadores e usuários de serviço de detonação, representantes das Regiões Militares, empresas de soluções em tecnologia e de consultoria e assessoramento. Na oportunidade, todos puderam rever as sugestões e contribuir com outros questionamentos e observações.

A intenção da DFPC é realizar um aprimoramento da Portaria Nº 003-COLOG de 10 de maio de 2012, contando com a colaboração dos próprios usuários. Além de atender à crescente demanda da sociedade por ações e procedimentos que venham a prover tranquilidade e segurança em relação ao controle de fiscalização de explosivos.

Para  João Carlos Ribeiro, presidente da Associação Brasileira de Engenharia de Explosivos, disse: “O evento é fundamental e ainda é uma oportunidade que há muitos anos esperavamos que o Exército desse para nós, que podemos participar da formulação das legislações que são colocadas para o setor de explosivos no Brasil”.

O evento buscou estabelecer uma maior participação dos usuários com o novo SisFPC (Imagem: Exército Brasileiro)
O evento buscou estabelecer uma maior participação dos usuários com o novo SisFPC (Imagem: Exército Brasileiro)

O general-de-brigada Ivan Ferreira Neiva Filho, diretor de Fiscalização de Produtos Controlados, enfatizou a importância da aproximação entre os representantes com o Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados (SisFPC), buscando, efetivamente, alavancar o nível das ações estatais voltadas para o controle e o rastreamento de uso civil.

Ivan Plavetz