Guarda Civil Metropolitana de São Paulo com Taurus T4

12
1868

A Prefeitura de São Paulo realizou a compra de diversos fuzis Taurus T4, calibre 5,56×45 mm, e munições da Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC), destinados a Guarda Civil Metropolitana de São Paulo (GCM/SP), para ampliar o acervo da instituição e reforçar a segurança do município.

A aquisição reflete a credibilidade e confiança da instituição nos produtos Taurus e CBC. O fuzil T4 é amplamente empregado por diversas instituições de segurança dos estados brasileiros e em todo o mundo, principalmente pelos países membros da OTAN, por ser considerada uma arma extremamente confiável, leve, de fácil emprego e manutenção.

Assim como os demais produtos lançados nos últimos anos pela Taurus, o fuzil T4 foi desenvolvido utilizando um novo protocolo de desenvolvimento extremamente rígido e que assegura confiabilidade e resistência ao produto. A empresa optou pelo protocolo militar para o desenvolvimento e testes de uso, tornando o T4 muito mais robusto e resistente.

Fonte: Taurus Armas

12 Comentários

        • DECRETO Nº 10.627, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2021, ESTE E APENAS UM DOS DECRETOS QUE LIBERA CALIBRES, ANTES CONSIDERADO DE USO RESTRITO, PARA TODAS AS FORÇAS DE SEGURANÇA E PARA CAC ( CAÇADORES, ATIRADORES E COLECIONADORES).

          • Se a função das GM for a segurança pública…, o foco estará conforme, aguardemos como este PCE será encarado nesta condição .

            DECRETO Nº 10.627, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2021
            Altera o Anexo I ao Decreto nº 10.030, de 30 de setembro de 2019, que aprova o Regulamento de Produtos Controlados.

            DECRETO Nº 10.030, DE 30 DE SETEMBRO DE 2019
            Aprova o Regulamento de Produtos Controlados.
            O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, no uso da atribuição que lhe confere o art. 84, caput, incisoIV, da Constituição, e tendo em vista o disposto na Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003,e no art. 2º, § 2º, da Lei nº 10.834, de 29 de dezembro de 2003,
            DECRETA:
            § 10. Os requisitos de que tratam os incisos V, VI e VII do caput serão comprovados,periodicamente, a cada dez anos, junto à Polícia Federal, para fins de renovação do Certificado de Registro.
            § 11. Os integrantes das Forças Armadas, das polícias federais, estaduais e do Distrito Federal e os militares dos Estados e do Distrito Federal, ao adquirirem arma de fogo de uso permitido ou restrito ou renovarem o respectivo Certificado de Registro, ficam dispensados do cumprimento dos requisitos de que tratam os incisos I, II, IV, V, VI e VII do caput.
            § 12. Os integrantes das entidades de que tratam os incisos I, II, III, V, VI, VII e X do caput do art. 6º da Lei nº 10.826, de 2003, ficam dispensados do cumprimento do requisito de que trata o inciso II do caput deste artigo.” (NR)

            Obs.: favor escrever em caixa baixa…

    • Não só permite como as GCMs de São José dos Campos,Caxias do Sul,Araucária,Arapongas e São José dos pinhais já usam.
      Muito bom que outras guardas municipais sigam o exemplo,pois a bandidagem não tá brincando.

        • De fato, você está correto. Entretendo, em cidades pequenas, onde não existe a presença da PM, a GCM é quem faz todo o trabalho, e, é justamente em cidades pequenas, que criminosos especializados em roubo a bancos, atuam. Se não houver uma GCM melhor equipada para enfrentá-los, é óbvio que o êxito da bandidagem será grande. E, neste caso, já não é a GCM propriamente dita, e sim, a IOPE.

          • Creio que o maior problema aí, é a retomada de credibilidade perdida mas assunto encerrado, apenas que defendo o direito a posse e uso de armas com rígido controle de regras aplicáveis…sendo que o bom senso e responsabilidade devem prevalecer.

  1. Show de bola , creio que este fuzil ainda será adquirido em grandes quantidades pelo Brasil afora nas forças de segurança.

Deixe um comentário para Andrey Cancelar Resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here