Força Aérea Brasileira planeja arrendar um Boeing 767

0
3726
A Força Aérea do Chile possui um Boeing 767-300ER similar ao requisitado pela FAB (Imagem: Força Aérea do Chile)

A chefia da Comissão Aeronáutica Brasileira em Washington (CABW), Estados Unidos, notificou através da republicação de convite para licitação 160335/CABW/2016, que a Comissão deve lançar uma nova chamada para licitação que será concedida com base no menor preço global para leasing (arrendamento), com suporte logístico e seguro, baseado em pagamentos mensais das horas voadas (Power By The Hour – PBH), de uma aeronave Boeing 767-300ER e seus equipamentos. A aeronave ainda deverá ter capacidade de operar mil horas de voo por ano e executar 500 ciclos de pouso e decolagem no mesmo período.

Vale lembrar o projeto KC-X2 está incluído no plano estratégico da FAB, lançado em 2008 para selecionar um modelo de aeronave para suceder os já desativados Boeing KC-137E que estavam em serviço no 2º/2º GT, Esquadrão Corsário. A proposta da israelense Israel Aerospace Industries (IAI) foi escolhida e esta baseada na conversão do comercial Boeing 767-300ER na plataforma híbrida B767MMTT de transporte estratégico e reabastecimento ar-ar.

Ivan Plavetz