FAB realiza primeira missão com C-97 Brasília como cargueiro

0
2929
Foto 1 C-97BrailiaCargu.
A primeira missão envolveu transporte de material para o CLA. (Imagem: Agência Força Aérea)

Normalmente empregado para transportar passageiros, o bimotor turboélice C-97 Brasília, do Terceiro Esquadrão de Transporte (3ª ETA), Esquadrão Pioneiro, sediado na Base Aérea do Galeão (BAGL), foi configurado como avião cargueiro pela primeira vez. A missão de uma aeronave da frota de C-97 da Força Aérea Brasileira com essa configuração foi realizada no último dia 17 de dezembro.

A aeronave decolou do Galeão com destino ao Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, com escalas em Salvador e Recife.

O Brasília é homologado para missões na configuração cargueira Single Cargo Net, com a capacidade de até 3.500 Kg, ou na versão Combi (Combinada), que comporta até 19 passageiros mais 1.500 Kg de carga.

Após realização de cursos sobre limites, peso e balanceamento da aeronave, além de capacitação dos tripulantes (pilotos, mecânicos e loadmasters – mestre de carga), o 3º ETA foi o pioneiro na FAB para operação do C-97 neste tipo de missão, aumentando a capacidade operacional FAB.

Foto 2 C-97BrailiaCargu.
O Brasília é homologado para missões cargueiras com capacidade máxima de 3.500 Kg. (Imagem: Agência Força Aérea)

Desenvolvido e fabricado pela Embraer, começou a ser entregue para a Força Aérea a partir de 1986, num lote de 17 unidades de três versões (inicial, RT e ER) que foram distribuídas para o 3º, para o 6º e para o 7º ETA, CTA (Centro Tecnológico da Aeronáutica) e Grupo Especial de Ensaios em Voo (GEEV).

 

Ivan Plavetz