ÁREA DO CLIENTE

FAB leva auxílio para vítimas do terremoto no Equador

Uma equipe de dez militares da Força Aérea Brasileira (FAB) seguiu para Quito, no Equador, no último sábado (23), a bordo de um C-105 Amazonas. O objetivo da missão, de responsabilidade do 1º/9º GAv, Esquadrão Arara, foi levar medicamentos, materiais hospitalares e vacinas para a população equatoriana atingida por um terremoto no dia 16 de abril. O abalo sísmico teve grau 7.8 na escala Richter e foi considerado o pior desde 1979. Até o momento, as autoridades do equatorianas divulgaram ter contado mais de 400 mortos e 2.000 feridos.

A aeronave da FAB, que realizou um voo de cinco horas de duração até a capital equatoriana, partiu de Manaus (AM). O oficial de operações do Esquadrão Arara, major Claudio Paradelo Peixoto, divulgou que a aeronave decolou com carga de 1,5 toneladas de donativos dedicados à saúde da população, como medicamentos e material de consumo hospitalar, além de 80 Kg de vacinas. A previsão é de que a permanência da equipe  no Equador dure nove dias para apoiar na descentralização do material que chega a Quito, fazendo voos até a cidade de Manta, uma das mais afetadas. “Nossos militares ficarão à disposição do adido militar no Equador, ajudando no que for necessário”, afirmou o major Peixoto.

Cerca de 80 Kg de vacinas faz parte da ajuda transportada pela FAB (Imagem: Esquadrão Arara)

O responsável pela missão no Equador é o comandante do Esquadrão Arara, tenente-coronel Alexandre Moutta da Silva. Para ele, a preparação dos militares não é só para a guerra, mas também para prestar apoio a catástrofes. “A aviação é um elo importante na logística em condições adversas, como essa por que está passando o Equador, e a Força Aérea Brasileira possui capacitação adequada para levar suprimentos e esperança a esse povo”, disse o tenente-coronel Moutta.

Ivan Plavetz

COMPARTILHE