Exército dos Estados Unidos compra mais de 1.600 máquinas JCB

0
2861

A JCB inicia 2017 comemorando o fechamento de um dos maiores pedidos firmado ao longo dos 70 anos de história. O valor referente à venda de mais de 1.600 empilhadeiras todo terreno 527-58M para o Exército dos Estados Unidos (US Army) é de US$ 142 milhões.

Produzidas em Savannah (Estados Unidos), as máquinas serão utilizadas em bases militares localizadas em diversas regiões do mundo para realizar tarefas como a carga e descarga de aeronaves e navios.

De acordo com a fabricante, as novas JCB 527-58M foram projetadas a partir da linha de manipuladores telesópicos Loadall, máquina cujo primeiro modelo foi criado pela JCB e que, neste ano, comemora 40 anos de produção (o produto mais vendido no mundo nessa categoria).

Graeme Mcdonald, CEO mundial da JCB, disse que a venda é uma notícia fantástica para JCB e uma ótima maneira de começar 2017. Trata-se da segunda maior venda em valor na história da empresa, comentou Mcdonald.

O maior acordo na história da JCB também veio do Exército dos Estados Unidos em 2005, quando um pedido de US$ 206 milhões foi realizado para produzir centenas de versões militares de alta velocidade da retroescavadeira JCB. Essa máquina, chamada HMEE (High Mobility Engineer Excavator), capaz de atingir a velocidade de até 100 Km/h, passou a ser vendida para forças aliadas em todo o mundo, incluindo o Reino Unido, Suécia, Alemanha, Austrália e Nova Zelândia.

Como as HMEE, as novas empilhadeiras todo terreno JCB 527-58M serão produzidas na fábrica de Savannah (Geórgia), nos Estados Unidos, com motor JCB Dieselmax de 84 Hp. A especificação militar da JCB 527-58M é otimizada para trabalhar em espaços confinados. Com uma velocidade de deslocamento de 33 Km/h, a máquina tem uma capacidade de elevação máxima de 2,26 toneladas e uma altura de elevação de 5,8 metros.

Vale lembrar que a JCB possui 23 fabricas distribuídas nos quatro continentes, sendo que uma delas foi implantada no município de Sorocaba (SP).

 

Ivan Plavetz