Esquadrões de Transporte Aéreo em treinamento em conjunto

0
1800

Imagem 1 e 2 ETAs-Exercício
Lançamento isolado de um fardo a partir de um C-95 (Imagem: FAB)

Lançamento de cargas, treinamento de equipes e troca de experiências. Esses foram alguns dos objetivos do encontro que reuniu cinco aviões C-95 (Bandeirante) e 114 militares de três Esquadrões de Transporte Aéreo (ETA), da Força Aérea Brasileira (FAB), em Fortaleza (CE).

“A operação em conjunto de três unidades aéreas, que executam as mesmas missões e com o mesmo tipo de equipamento, proporciona um intercâmbio de conhecimentos que favorecem o aprimoramento da doutrina de emprego da aeronave C-95”, avaliou o comandante do Segundo Esquadrão de Transporte Aéreo (2° ETA), tenente-coronel Joelson Rodrigues de Carvalho.

A operação começou no dia 01 de março. Os militares do Primeiro, Segundo e Sétimo Esquadrões de Transporte Aéreo (1° ETA, 2° ETA e 7° ETA), que estão baseados, respectivamente, em Belém (PA), Recife (PE) e Manaus (AM), realizaram diversos tipos de missões de Transporte Aéreo Terrestre (TAET) com formaturas táticas, empregando, inclusive, mais de duas aeronaves simultaneamente.

“Neste exercício, treinamos lançamentos de carga e navegação à baixa altura e formamos novos líderes de elemento e líderes de seção”, explicou o capitão Diego Severo Gualberto, do 7° ETA.

Veja no vídeo abaixo o adestramento da tripulação na missão de ressuprimento aéreo. As imagens mostram o lançamento isolado de um fardo e, depois, o lançamento múltiplo de fardos numa mesma passagem aérea. Perceba que a carga quase atinge o ponto de referência utilizado no lançamento (quanto mais perto a carga cair do ponto de referência, melhor). Em uma missão real, esses fardos representam cargas para o pessoal de solo, que podem ser alimento, remédio, armamento, entre outras.

Ivan Plavetz