Esquadrão Phoenix comemora 34 anos

0
2896
P95m_Frasseto3
O P-95M FAB 7103 foi entregue ao Esquadrão Phoenix em outubro de 2015

Na última sexta-feira (19/02), o 2º/7º Gav, Esquadrão Phoenix, se reuniu com equipagem atual e histórica para comemorar mais um aniversário.

Ativado em fevereiro de 1982 na Base Aérea de Florianópolis (BAFL), estado de Santa Catarina, o Phoenix foi equipado com os então novos Embraer EMB-111 Bandeirante Patrulha P-95, dividindo a responsabilidade da missão de Patrulha Marítima de superfície e SAR com outros 3 esquadrões similares localizados em Belém (região norte), Salvador (região nordeste) e Rio de Janeiro (região sudeste), restando ao 2º/7º a guarda de todo o cone sul do mar jurisdicional brasileiro.

A formatura militar contou com a presença de diversas autoridades civis e militares das três forças, e de veteranos do Esquadrão como o tenente-brigadeiro-do-ar Sérgio Pedro Banbini (Phoenix 03), o mais antigo presente.

P95m_Frasseto1
Adaptado do EMB-111 Bandeirante, o recém modernizado P-95M tem como principais tarefas o esclarecimento marítimo de superfície e missões de Busca & Resgate SAR.

Ao lado do tenente-coronel aviador Antonio Ferreira de Lima Júnior, comandante da BAFL, o tenente-coronel aviador Pierre Gonçalves Bastos, comandante do esquadrão, fez o uso da palavra para saudar a todos pela passagem do 34º aniversário do Esquadrão Phoenix, que segundo suas palavras vem salvaguardando nosso mar e cuidando da sobrevivência de quem precisa de assistência SAR (Busca e Resgate).

Muito coisa mudou nesses 34 anos. Esquadrões da Aviação de Patrulha da FAB foram desativados, fazendo aumentar a responsabilidade do Phoenix, e um novo vetor foi introduzido em serviço no 1º/7º Gav, Esquadrão Orungan, o Lockheed P-3AM modernizado na Espanha pela Airbus Defense and Space.

Ao mesmo tempo, em um programa de grande relevância, os veteranos P-95 começaram a passar por uma importante modernização de seus sensores e suíte de navegação/comunicação, além de uma revitalização estrutural completa.

Foi mantida a mesma plataforma, mas o “recheio” com a nova aviônica introduziu uma substancial melhora no cumprimento da missão, com grande redução na carga de trabalho dos tripulantes e grande aumento na sua consciência situacional.

P95m_Frasseto
O novo perfil de nariz do P-95M

O modelo resultante, denominado P-95M, conta com o radar Seaspray 5000E e tem condições de detectar navios de grande porte a até 370 quilômetros de distância. Semelhante ao instalado na aeronave P-3 Orion, o novo radar também permite registrar imagens de alta resolução durante a varredura.

Seaspray500E
Radome em formato de “dedal” pronunciado, deveu-se aos novos sensores instalados, entre eles o radar Seaspray 5000E

Ao final da cerimônia, os veteranos foram convidados para conhecer o exemplar modernizado entregue ao Esquadrão Phoenix em outubro de 2015, matrícula FAB 7103.

O coronel-aviador Rockenbach, antigo comandante do Esquadrão, foi um dos que conheceram a “nova aeronave” por dentro. Impressionado com a modernização, o oficial expressou seu contentamento com o desempenho do radar de busca Seaspray 5000E e as novas potencialidades do P-95M como vetor de esclarecimento marítimo da Força Aérea Brasileira.

Roberto Caiafa
Imagens: Giulliano Frassetto