Embraer apresenta resultados do 2º trimestre

0
2044
(Imagem: Agência Força Aérea)

O Grupo Embraer divulgou o balanço dos resultados obtidos no 2º trimestre de 2016. A seguir reproduzimos os principais destaques e um panorama das atividades da divisão de Defesa & Segurança (EDS) da corporação.

O Programa de Apoio Aéreo Leve (LAS, em inglês), finalizou o segundo trimestre de 2016 com 19 aeronaves A-29 Super Tucano entregues para a Força Aérea dos Estados Unidos (USAF), restando mais uma entrega referente a este contrato.

Os A-29 entregues para a USAF estão sendo repassados para o Afeganistão. (Imagem: USAF)
Os A-29 entregues para a USAF estão sendo repassados para o Afeganistão. (Imagem: USAF)

No programa KC-390, a campanha de ensaios está em andamento conforme planejado. O segundo protótipo realizou seu primeiro voo no mês de abril e imediatamente ingressou na campanha de testes em voo.

Outros importantes marcos foram alcançados pelo KC-390 neste segundo trimestre, como as aberturas, em voo, da porta de carga, da rampa traseira e da porta de paraquedistas. Também foram realizados os testes iniciais de lançamento de cargas e paraquedistas (com a participação do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira), e os testes de extensão e recolhimento das mangueiras de reabastecimento. Até o fim de junho já haviam sido ultrapassadas 225 Horas de Voo com os dois protótipos. A Embraer espera receber a certificação do KC-390 até o final de 2017, com as primeiras entregas previstas para o primeiro semestre de 2018.

Com relação ao Programa F-39 Gripen NG, da Força Aérea Brasileira, existem 64 engenheiros da Embraer na Suécia, participando do processo de transferência de tecnologia assim como os sete enviados pela subsidiária Atech Negócios em Tecnologias S.A.

Centro de Projeto e Desenvolvimento do Gripen NG em Gavião Peixoto foi finalizado e deve iniciar atividades ainda em 2016. (Imagem: Saab)
Centro de Projeto e Desenvolvimento do Gripen NG em Gavião Peixoto foi finalizado e deve iniciar atividades ainda em 2016. (Imagem: Saab)

A construção do prédio do Centro de Projeto e Desenvolvimento do Gripen NG em Gavião Peixoto (SP) foi finalizada. Após a instalação de equipamentos, a previsão é de estar operacional ainda em 2016.

No segundo trimestre, a área de serviços e suporte assinou contrato de suporte de materiais para as aeronaves EMB312 Tucano para a Força Aérea Argentina (FAA) e fechou contrato de fornecimento de publicações técnicas com a Força Aérea Colombiana (FAC) para as plataformas A-29 Super Tucano, EMB312 Tucano e Bandeirante.

Também foi renovado o contrato de Suporte Logístico Integrado para a Força Aérea Chilena (FACh), correspondente aos A-29 Super Tucano que operam naquele país, e Força Aérea Indiana (IAF), que adquiriu plataformas EMB 145 AEW&C. Adicionalmente, estabeleceu estrutura de CAMs (Customer Account Managers) em Portugal para atendimento aos clientes da África, Ásia e Europa.

A Atech assinou três termos aditivos: um para cinco Centros de Controle de Rotas em São Paulo, Rio de Janeiro, Atlântico, Recife e Curitiba; outro para o Sistema Integrado de Gestão de Movimentos Aéreos (SIGMA); e o terceiro relacionado ao Programa H-XBR. A Atech também concluiu a instalação e os testes de aceitação do sistema de controle de tráfego aéreo SAGITÁRIO no Centro de Aproximação de São Paulo e instalação do hardware do novo sistema Sistema de Tratamento de Mensagens Aeronáuticas (AMHS conforme sigla em inglês). Ambos os sistemas devem estar em operação para suporte aos Jogos Olímpicos.

Telecommunications. Satellite : W3B
(Imagem: Thales Alenia Space)

O Programa do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação (SGDC), cuja integração está sob responsabilidade da subsidiária Visiona Tecnologia Espacial, encontra-se na fase de preparação para os testes de vibração, incluindo as instalações das antenas e do painel solar. No segundo trimestre de 2016, foram concluídos com sucesso os testes térmicos do satélite na câmara termo-vácuo. Adicionalmente, destaca-se o início dos testes de aceitação dos subsistemas do Segmento Solo, em Brasília e no Rio de Janeiro, e o início dos treinamentos da equipe de operação.

Ivan Plavetz