Dornier 228 realiza missão de emergência

0
2100

O avião de demonstrações Dornier 228, da suíça RUAG Aviation, executou uma operação de busca e salvamento (SAR) na região da cidade de Praia, Cabo Verde. A aeronave retornava de uma turnê de demonstrações na América Latina quando foi acionada para prestar assistência à um caiaqueiro perdido em alto-mar.

Conforme a RUAG, voando próximo á região de Praia, a torre de controle responsável pelo tráfego aéreo da região identificou o Dornier 228 como única aeronave naquele espaço aéreo capaz de prestar assistência SAR naquelas condições meteorológicas. Entre os desafios, figuravam uma densa camada de nuvens de baixa altitude, baixa luminosidade e o pequeno tamanho da embarcação alvo do resgate. A RUAG informou que a aeronave teve que baixar a altitude de voo de 10.000 pés para 1.000 pés (cerca de 300 metros) para realizar o plano de voo para rastreamento de área denominado quadrado expansivo (Expanding Square) no sul da costa de Cabo Verde.

A RUAG destacou que toda a operação foi realizada sem haver a oportunidade de reabastecimento. Dotada de configuração multifuncional (MR-Multi-Role), a aeronave localizou o lugar exato do ponto de resgate após sua instrumentação ter registrado o fraco sinal de socorro do caiaquista, bem como os flares disparados por este último. Apesar da má visibilidade, a missão foi bem-sucedida.

Dornier 228 já foi provado em diversos ambientes ao redor do mundo. (Imagem: RUAG Aviation)

O comandante Franz Huber, piloto de provas da RUAG Aviation, explicou que logo que a torre de controle transmitiu as coordenadas o Sistema de Gerenciamento de Voo (FMS) embarcado foi programado e iniciada o procedimento de busca padrão. Uma primeira tentativa de localização foi executada, sendo que uma segunda foi cumprida com sucesso mediante retificação das coordenadas. Os sensores do Dornier 228 captaram por 20 segundos um sinal acústico, o qual possibilitou um ajuste de percurso final. De acordo com Huber, a manobrabilidade da aeronave permitiu reação imediata colocando-a diretamente sobre o ponto de onde partiu a emissão. As janelas em forma de bolha que oferecem campo de visão sem interferências permitiu um rápido contato visual com os flares do caiaquista.

Fabian Kölliker, gerente de produto responsável pelo Dornier 228, afirma que o avião é um dos mais capacitados para esse tipo de missão e isso aconteceu por ele estar no lugar certo e na hora certa para dar o suporte necessário. Kölliker acrescentou que a escolha da configuração MR para a turnê da América Latina foi fundamental para cumprir a missão com sucesso e eficiência. A tripulação sentiu-se realizada quando a Guarda Costeira de Cabo Verde confirmou o resgate do caiaquista, completou o executivo.

O Dornier 228 possui cabine de pilotagem dotada de instrumentação no estado-da-arte. (Imagem: RUAG Aviation)

Conforme a fabricante, durante a viagem de demonstrações na América Latina, que aconteceu entre 29 de fevereiro e 10 de abril, o Dornier 228 foi demonstrado para representantes de governo, de Forças Armadas e de executivos de empresas aéreas, entre outros potenciais interessados. Durante a viagem, o Dornier 228 visitou 17 cidades de nove países e foi visitado por 850 pessoas.

Ivan Plavetz