Docagem extraordinária do navio-aeródromo São Paulo

0
3649

Na última quinta-feira (12) foi realizada com sucesso a docagem extraordinária do navio-aeródromo São Paulo (A-12) no dique Almirante Régis, do Arsenal de Marinha do Rio de Janeiro.

Essa foi a quarta realizada no País e tem como objetivo subsidiar estudos técnicos inseridos no Programa de Modernização do Meio, que poderá estender a vida útil do navio insígnia (nau capitania) da Esquadra brasileira por mais vinte anos. A previsão é para que o navio permaneça no dique por um período de noventa dias onde sofrerá inspeções estruturais, incluindo as obras vivas (parte inferior do casco que fica submerso).

O São Paulo foi entregue para a Marinha do Brasil em novembro de 2001 e substituiu o NAe Minas Gerais, posteriormente vendido como sucata.

Como parte do plano de recuperação do navio e de acordo com Extrato de Inexigibilidade de Licitação publicado na edição do Diário Oficial da União (DOU) do dia 24 de novembro de 2014, o estaleiro francês DCNS irá participar da modernização e manutenção do sistema de propulsão do São Paulo. Entretanto, durante essa última docagem, haverá apenas inspeção técnica minuciosa do casco.

Ivan Plavetz