Corveta Barroso é o novo capitânia da Força-Tarefa Marítima da UNIFIL

0
3118
A Corveta Barroso, no seu segundo deployment no Líbano, será novamente a Nau-Capitânea da FTM-UNIFIL. (Imagens: Roberto Caiafa)

Em 15 de setembro, durante a cerimônia de transferência, ou handover, a Corveta V-34 Barroso tornou-se, pela segunda vez, o navio capitânia da barroso em substituição à Fragata F-45 União, que concluiu com êxito um período de seis meses na missão.

A Corveta “Barroso” tornou-se, pela segunda vez, o navio capitânia da Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (FTM-UNIFIL).

A cerimônia foi presidida pelo Comandante da FTM-UNIFIL, contra-almirante Sergio Fernando de Amaral Chaves Junior.

O evento contou com a presença do Embaixador do Brasil no Líbano, Jorge Kadri, além de diversas personalidades civis e militares locais e de países integrantes da missão.

 

 

 

A FTM-UNIFIL foi criada em 15 de outubro de 2006, em atendimento à Resolução 1701 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, por solicitação do governo libanês, tendo a peculiaridade de ser a única Força Naval componente de missão de paz da ONU.

A FTM-UNIFIL possui um Estado-Maior multinacional e sete navios de seis diferentes nacionalidades: Alemanha, Bangladesh, Brasil, Grécia, Indonésia e Turquia.