Como foi a turnê do Dornier 228 pela América Latina

0
2461

O turboélice Dornier 228, empregado como plataforma de demonstrações pela  RUAG Aviation, chegou à base de origem localizada em Oberpfaffenhofen, Alemanha, após realizar turnê pela América Latina.

Conforme a fabricante, a aeronave voou 20.285 milhas náuticas entre os dias 29 de fevereiro e 10 de abril com o propósito de ser apresentado para governos, forças armadas e corporações privadas que tiveram a chance de experimenta-la em primeira mão. Ao longo dessa viagem, o Dornier 228 visitou mais de 17 cidades de nove países e foi visitado por 850 pessoas.

Dornier 228 em Brasília. (Imagem: RUAG Aviation)

Carlos Salamanca, gerente regional de vendas do Dornier 228 da RUAG Aviation, disse que a companhia acumulou uma apreciável experiência com o Dornier 228. Esta foi a primeira oportunidade para apresentar suas capacidades e robustez na América Latina e a energia demonstrada pela aeronave foi verdadeiramente notável, segundo destacou o executivo. Na ocasião, voos de demonstrações foram realizados em locais selecionados cumprindo solicitações de mais de 40 convidados.

A RUAG ressaltou as capacidades disponibilizadas pela aeronave no que tange à demanda por missões especiais desafiantes na América Latina, especialmente em patrulha marítima, bem como operações envolvendo passageiros e carga, notadamente conectando áreas remotas, uma necessidade constante em todo o continente. Nesse ambiente operacional, segundo a companhia, destaca-se a demanda de policiamento marítimo voltado para o controle da pesca ilegal e da poluição de águas oceânicas.

Dornier 228 no Paraguai. (Imagem: RUAG Aviation)

Fabian Kölliker, gerente de produto responsável pelo Dornier 228 da RUAG, avalia que a turnê latino-americana foi uma excelente oportunidade para estabelecer uma primeira aproximação e desenvolver relações de cooperação com o mercado no continente.

O Dornier 228 também foi exibido no The Caribbean Basin Summit, na conferência Vigilância Costeira e Marítima Segurança (CABSEC) 2016, na Cúpula de Segurança Sul-americana (SAMSEC) 2016 e na FIDAE 2016.

Ivan Plavetz