Capital paulista sedia debate sobre segurança de voo para helicópteros

0
1553
Imagem 2 Segurança-Voo-Helicópteros
Dezenas de helicópteros corporativos, policiais e de imprensa dividem o espaço aéreo da cidade. (Imagem: Governo do Estado)

Considerada a capital mundial dos helicópteros, a cidade de São Paulo sediou o IIIº Encontro de Segurança de Voo para Asas Rotativas. O evento, promovido pelo Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), organização ligada à Força Aérea Brasileira (FAB), discute os fatores contribuintes em acidentes aeronáuticos, envolvendo manutenção e operação, com foco na prevenção de ocorrências.

De acordo com o tenente-coronel Sidnei Velloso da Silva Junior, chefe do SERIPA IV, o seminário contribui com a meta do International Helicopter Safety Team (IHST), entidade internacional voltada à segurança de voo para helicóptero, de reduzir em 80% o número de acidentes nesse segmento da aviação.

“Vamos difundir boas práticas e ferramentas de prevenção, buscando aperfeiçoar todo o sistema que envolve o voo de um helicóptero”, afirmou o oficial da Aeronáutica.

O encontro, que contou com a participação de palestrante internacional, reuniu pilotos, mecânicos, engenheiros, inspetores, supervisores, gestores, estudantes, proprietários e empresários da aviação civil.

Em virtude da grande frota de helicópteros existente no município e em seus arredores, São Paulo tem um sistema exclusivo para o controle das aeronaves nas proximidades do aeroporto de Congonhas. No quadrilátero de 103 quilômetros quadrados, são registrados cerca de 300 movimentos de helicópteros por dia.

Ivan Plavetz