C295W da Airbus D&S mostra capacidades na América Latina

Imagem 2 C295W-Am.Lat
Até o momento, a Marinha do México requisitou winglets para dois C295 (Imagem: Airbus Defence & Space)

Um avião C295W da Secretaria de Marina Armada de México (SEMAR) iniciou ontem turnê por diversos países da América Latina com objetivo de mostrar suas capacidades. O avião, operado por uma tripulação mista da SEMAR e da Airbus D&S, irá cobrir o território latino-americano de norte a sul, informou a fabricante.

O C295W irá operar nas mais difíceis e extremas condições meteorológicas e geográficas da região, oportunidade na qual demonstrara sua robustez, confiabilidade e versatilidade, afirma a fabricante. De acordo com a Airbus D&S, essas características permitiram que o modelo se convertesse no líder do seu segmento de mercado.

A nova versão esta dotada de winglets nas pontas de suas asas e  tal dispositivo melhorou o desempenho da aeronave em ambientes quentes ou localizados em altitudes elevadas. A empresa afirma que ele transporta mais carga a distâncias maiores e economiza aproximadamente 4% de combustível.

Christophe Roux, diretor da Airbus D&S para o mercado da América Latina, disse que as soluções da companhia têm sido selecionadas em inúmeras ocasiões pelas Forças Armadas do continente latino-americano, o que demonstra que são as mais adequadas para uma variedade de missões que elas desempenham. O C295W com winglets possui mais capacidades e a companhia deseja demonstrá-las para as Forças Aéreas da região, afirmou o executivo.

Cerca de 145 aviões militares de transporte da Airbus D&S voam na América Latina, sendo eles operados por 13 Forças Aéreas: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México, Panamá, Paraguai, República Dominicana, Suriname, Uruguai e Venezuela.

O México possui 24 aviões, entre eles a nova versão C295W, constituindo-se no maior operador latino-americano. Em segundo e terceiro lugares figuram Colômbia e Brasil, com 18 e 12 exemplares, respectivamente. O Chile foi o primeiro país do continente a realizar um pedido para a então CASA (hoje parte da Airbus D&S) em 1978 e conta atualmente com uma frota de 12 aviões militares de transporte da marca.

Ivan Plavetz

Artigos Relacionados

Formulação Conceitual dos Meios Blindados do Exército Brasileiro ESTADO-MAIOR DO EXÉRCITO-PORTARIA Nº 162-EME, DE 12 DE JUNHO DE 2019 Documento...

Pela primeira vez no Brasil, foi realizado o reabastecimento em voo (REVO) por helicóptero, foi a chamada Operação MANGA. Na...

Na tarde de hoje, 27 de maio, um comboio com três viaturas blindadas de transporte de pessoal (VBTP) 6X6 Guarani,...

No dia de hoje, 24 de maio, a Agência de Cooperação de Segurança de Defesa (Defense Security Cooperation Agency – DSCA)...

A capital turca, Istambul, foi palco de discussões sobre segurança e defesa nos dias 21, 22 e 23. A Feira...

De acordo com a portaria nº 443-COTER/C Ex, o Exército Brasileiro (EB), através do Comando de Operações Terrestres (COTER), constituiu...

Comentários

DISPONÍVEL