Avionics Services demonstra ARP Caçador para a Polícia Militar Ambiental de São Paulo.

0
4247
A Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo (PMA SP) participou de uma bateria de testes em voo para conhecer as capacidades do Caçador e seus sensores.

A empresa Avionics Services, localizada em Botucatu (SP), nacionalizou e vem disponibilizando a operação por leasing/aluguel, do ARP Caçador, uma variante brasileira do UAV IAI Heron, de origem israelense.

A Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo (PMA SP) participou de uma bateria de testes em voo para conhecer as capacidades do Caçador e seus sensores.

O Caçador no seu hangar em Botucatu, sede da Avionics Services.

Operados por experientes pilotos da empresa, a ARP executou uma série de tarefas de fiscalização de áreas de proteção ambiental, porém com um diferencial: a noite, na mais completa escuridão.

Na madrugada da última quinta-feira (08/03), a PMA realizou uma operação na região de Botucatu, a tecnologia de câmera infravermelho sendo usada para identificar veículos, construções, alterações no solo ou nos cursos dágua ou mesmo a presença de pessoas não autorizadas.

Na demonstração, o caçador detectou com facilidade a presença de barcos não identificados navegando pelos rios da região, e a ocorrência de marcas da esteira de um trator ou máquina similar, operando em área de proteção ambiental da qual não consta nenhuma autorização para justificar a presença e emprego daquele equipamento.

Imagem noturna de área de proteção ambiental: máquinas não autorizadas na área.

Uma ARP MALE como o Caçador é diferente dos drones convencionais de até 20 quilos que a PMA já tenha testado ou usado. Ele precisa de uma base e pista de pouso e logística toda especial.

A aeronave é capaz de voar por mais de 40 horas seguidas, a uma altitude de até 30.000 pés. Uma ARP desse porte voa integrada ao controle de espaço aéreo e mantendo contato com o controlador de voo na sua área.

Navegando por waypoints previamente programados e mantendo uma altitude que impossibilita a sua percepção por quem está no solo (torna-se furtivo ao olho humano), pode operar H-24 incluindo sob mal tempo.

O Caçador sendo preparado para voo em Botucatu (SP)

O Caçador tem um raio operacional de 250 KM, mas se for adicionado um link através de satélite, esse ARP pode cobrir 100% do território do Estado de São Paulo.

No teste realizado, a perspectiva oferecida a Polícia Militar Ambiental pela Avionics Services é que esta possa oferecer esse serviço por meio de contrato específico de aluguel/leasing, operando a ARP, gerenciando os sensores e classificando as informações levantadas nas missões, contando sempre com a presença de militares da PMA compondo a equipe e fazendo a ligação com a instituição.

Operadores e Coordenador de Missão: alcance de 250 km pode mais que dobrar com emprego de link satelital.