Airbus Helicopters vai inaugurar linha de montagem na China

0
1547
(Imagem: Airbus Helicopters)

O consórcio chinês formado pelas empresas China Aviation Supplies Holding Company (CAS), Qingdao United General Aviation Industrial Development Company (Qingdao United) e CITIC Offshore Helicopter Co. Ltd (COHC) encomendou 100 helicópteros H135 a Airbus Helicopters, tornando-se o primeiro cliente da China a formar parceria industrial para implantar uma linha de montagem deste modelo na província de Qingdao, Shandong.

Este passo confirma o compromisso assinado no ano passado por meio de uma Carta de Intenção de compra das 100 aeronaves biturbinas leves H135.

A cerimônia de assinatura foi realizada no Great Hall of People na presença do premier chinês, Li Keqiang, e da chanceler alemã, Angela Merkel, indicando um marco significativo na cena da indústria da aviação local com o contrato de venda de € 700 milhões e parceria industrial para instalação de uma nova linha de montagem da Airbus Helicopters em território chinês.

A produção local dos H135 está prevista para iniciar em 2018, com um prazo de entrega das 100 unidades ao longo de 10 anos. Assim como aconteceu com a  linha de montagem dos helicópteros H225/ H225M no Brasil a partir de um acordo com o Ministério da Defesa do país, a unidade da Airbus Helicopters na China se prepara para expandir a atuação.

“Estamos extremamente satisfeitos com o progresso da parceria entre a Airbus Helicopters e a indústria chinesa. Com a maior flexibilização do regulamento do espaço aéreo chinês e o crescimento nos segmentos civil e governamental, a China está se preparando para ser o maior mercado de helicópteros nos próximos anos”, disse Norbert Ducrot, responsável pela Airbus Helicopters China e região Norte da Ásia. Segundo Ducrot, a versatilidade e a confiabilidade do modelo, coloca esses 100 H135 como os mais adequados para atender a demanda crescente na China.

O H135 ganhou popularidade nos últimos anos realizando várias missões governamentais, como serviços aéreos de emergência médica (HEMS), missões de segurança e policiamento, de combate a incêndios e busca e salvamento (SAR), bem como missões executivas, de turismo e transporte.

O rápido desenvolvimento da indústria offshore de geração de energia eólica na China também apresentam uma nova possibilidade de mercado para operações com helicópteros.

De acordo com a Airbus Helicopters, o H135 é uma excelente solução para essas missões, graças às suas dimensões compactas, o diâmetro do rotor relativamente pequeno, um tamanho de cabine otimizado e o desempenho ideal de um bimotor. Juntamente com o crescimento de outros segmentos, uma demanda potencial de 600 helicópteros bimotores leves é esperada para os próximos 20 anos.

Atualmente cerca de 1.200 unidades de H135s já foram entregues e estão em operação em todo o mundo, tendo registrado mais de três milhões de horas de voo.

Ivan Plavetz