Airbus Helicopters comercializa H160 na Heli-Expo 2016

0
1554
Imagem 2 H160-Comercialização
Produção em série e suporte ao cliente estão previstos para 2018. (Imagem: Airbus Helicopters/ Anthony Pecchi)

Um ano após o lançamento mundial na Heli-Expo de 2015, a Airbus Helicopters iniciou a comercialização do helicóptero por meio da assinatura de intenções de compras com potenciais clientes.

Na Heli-Expo deste ano, o H160 está exposto em um painel digital que destaca as capacidades multifunção e, por meio de realidade virtual, expõe as diferentes configurações para missões nos segmentos de petróleo e gás, de serviços de segurança pública e de emergência médica.

“A resposta do público ao H160 tem sido fantástica e nós começamos as conversas com os clientes sobre diferentes configurações de missão”, explicou Guillaume Faury, presidente e CEO da Airbus Helicopters.

Cumprindo 20% mais horas de voo por mês do que os desenvolvimentos anteriores, o primeiro protótipo (PT1) já registrou cerca de 100 horas voadas. Isso se deve à instalação dos bancos de testes “Helicóptero de Sistemas” e  “Helicóptero Dinâmico”, que testam em solo os aviônicos e sistemas dinâmicos da aeronave, respectivamente. O segundo protótipo (PT2), que decolou pela primeira vez no último 27 de janeiro, iniciou testes de voo de desempenho com o motor Turbomeca Arrano. A terceira unidade (PT3) irá se juntar às outras aeronaves em 2017 e vai ser essencialmente utilizada para desenvolver as diferentes configurações de missão, testando interiores de cabine e opcionais que estarão disponíveis para os clientes.

De acordo com a Airbus Helicopters, o H160 inaugura um novo modelo industrial da companhia, ampliando a competitividade e a satisfação do cliente com a montagem final em 18 semanas, em vez das 36 semanas da geração anterior. Contando com parceria da Latécoère Services para implantação de uma moderna linha de montagem, a produção em série do H160 será implementada até o final de 2016. Essa linha com fluxo de movimento automatizado será composta de duas outras linhas de produção, cada uma equipada com várias estações de trabalho para diferentes configurações.

A Airbus Helicopters associou operadores chave ao processo de manutenção MSG-3 da EASA, para que todos os requisitos de inspeção ou de manutenção fossem questionados, bem como seus prazos desafiados, com o objetivo de oferecer um programa de manutenção com significativa redução de custos, alta segurança operacional e maior disponibilidade das aeronaves. O H160 será tão simples de manter quanto um helicóptero biturbina leve assegura a fabricante.

A fabricante europeia desataca que a estratégia de suporte e serviços do H160 baseia-se no processo de desenvolvimento digital contínuo aplicado desde o início do programa. De acordo com ela, o serviço digital proporciona aos operadores uma gestão ininterrupta do seu negócio, seja em termos de aeronavegabilidade, manutenção, gestão de materiais ou treinamento.

Com a recente parceria realizada entre a Thales e a HeliSim para os Full Flight Simulators  (FFS), a Airbus Helicopters também quer garantir o melhor em segurança para seus futuros clientes, a partir da entrada em serviço do helicóptero.

Ivan Plavetz