Airbus e KAI desenvolverão helicópteros leves civis e militares

0
2649
Fotos 1 e 2 AirbusHelicopters-Korea Aerospace .
A variante militar e a civil serão desenvolvidas conjuntamente. (Imagem: Airbus Helicopters)

A Airbus Helicopters irá se unir à sul-coreana Korea Aerospace Industries (KAI) para desenvolvimento de duas aeronaves de asas rotativas biturbinas de cinco toneladas, que irão atender requisitos sul-coreanos para a próxima geração de Helicópteros Leves Civis (LCH) e Helicópteros Leves Armados (LAH).

Como vencedora da concorrência LCH e LAH, a Airbus Helicopters dará continuidade ao relacionamento de sucesso com a KAI, que inclui o programa conjunto em que foi desenvolvido o Surion, helicóptero biturbina de transporte utilitário.

“Gostaríamos de expressar nossa profunda gratidão à Korea Aerospace Industries e ao governo da Coreia do Sul por confiar a nós o seu mais importante programa de helicópteros”, afirmou Guillaume Faury, presidente da Airbus Helicopters. “Estamos empenhando todo o nosso esforço para assegurar que os projetos LCH e LAH sejam concluídos dentro do prazo, dos custos previstos e da especificação.”

Tanto o LCH quanto o LAH serão baseados nos helicópteros H155 (antes conhecidos como EC155), a última evolução da família Dauphin, que inclui o helicóptero Pantera, suas variantes militar e governamental, que têm demonstrado as capacidades de operação no mundo todo.

Como parte do novo acordo, a Airbus Helicopters irá transferir conhecimentos técnicos da mesma forma como aconteceu no programa Surion, com vistas a assegurar que a República da Coreia esteja habilitada a desenvolver seus mais novos produtos, que irão se tornar líderes da próxima geração de aeronaves leves na categoria de cinco toneladas.

“Os programas LCH e LAH serão baseados em nossa colaboração com a Korea Aerospace Industries para o Programa Surion, que se tornou uma referência em colaboração bem-sucedida em aeronaves. Dando continuidade a esta parceria, reduziremos de forma significativa os riscos destes dois novos programas de desenvolvimento, atendendo, ao mesmo tempo, a todos os requisitos da missão”, acrescentou Faury.

A previsão de entrada em serviço da versão LCH é 2020 e da versão LAH é 2022.

Norbert Ducrot, presidente da Airbus Helicopters North Asia, demonstrou confiança no sucesso do programa, que verá o desenvolvimento paralelo das versões civis e militares. “Não temos somente uma forte parceria com a Korea Aerospace Industries, temos também uma experiência comprovada em projetos civis e militares contínuos, em que os dois parceiros se beneficiarão nesses dois programas”, declarou.

Os helicópteros da família Dauphin da Airbus Helicopters , que irão servir de base para as versões LAH e LCH, são operados por mais de 60 clientes, sendo que mais de 1.000 unidades destes helicópteros possuem cerca de cinco milhões de horas de voo em serviço. O H155 apresenta o mesmo piloto automático digital de quatro eixos que os pilotos da República da Coreia tanto apreciaram ao voar o Surion e garante um excelente desempenho em voo pairado em condições extremas, junto com configurações de alta precisão para altitude, velocidade e proa.

Ivan Plavetz