Troca de chefia do EMCFA

0
2624
Imagem 2 EMCFA-TrocaCom.
General De Nardi deixa chefia do EMCFA após 5 anos a frente do organismo militar. (Imagem: MD)

O general-de-exército José Carlos De Nardi deixará a chefia do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) do Ministério da Defesa, cargo que ocupa desde 2010. Natural de Farroupilha (RS), o general atuou por cinco anos na estruturação do EMCFA, cargo criado com  objetivo de coordenar as ações em conjunto da Marinha, do Exército e da Aeronáutica.

No Estado-Maior Conjunto, De Nardi foi responsável pela consolidação dos esforços de interoperabilidade e ação coordenada das Forças Armadas em operações militares, no emprego da Marinha, do Exército e da Aeronáutica para Garantia da Lei e da Ordem (GLO). Também atuou na organização da segurança, por parte do Ministério da Defesa, nos grandes eventos, como a Copa das Confederações, a Jornada Mundial da Juventude (com a visita do Papa) e a Copa do Mundo FIFA 2014.

O general é doutor em Ciências Militares, formado em Economia pela PUC (RS), com vários cursos de Aperfeiçoamento e Comando da Força Terrestre. Começou a carreira no Exército Brasileiro em 1961, na escola preparatória de Porto Alegre (hoje Colégio Militar). Tornou-se comandante do 3º Grupo de Artilharia Antiaérea de Caxias do Sul entre 1991 e 1992. Em 2005, assumiu o Comando da 6ª Divisão de Exército, em Porto Alegre. Em 2006, foi promovido a general-de-exército. Passou a comandante militar do Oeste, no Mato Grosso do Sul, e, em seguida, chefe do Comando Militar do Sul.

O novo chefe

Almirante Ademir Sobrinho é o novo chefe. (Imagem: Coordenadoria de Imprensa TJ)

O almirante-de-esquadra Ademir Sobrinho será o novo chefe do EMCFA. Atualmente é o chefe de Operações Conjuntas do EMCFA, já tendo sido também chefe de Logística. Natural de Espera Feliz, Minas Gerais, ingressou na Marinha do Brasil em 1970 e, em 1976, foi declarado Guarda-Marinha. Ao longo de sua carreira, exerceu, entre outras, as seguintes funções:

Chefe do Departamento de Armamento da fragata Independência, comandante do navio-patrulha fluvial Rondônia, adido naval na Itália e comandante da flotilha do Amazonas. Foi também chefe do Estado-Maior do Comando do 8° Distrito Naval, sub-chefe de organização do Comando de Operações Navais, comandante do Centro de Instrução Almirante Wandenkolk, diretor de ensino da Marinha e comandante do Quarto Distrito Naval.

Ivan Plavetz