thyssenkrupp Marine Systems investe € 250 milhões em estaleiro alemão até 2023

0
775
  • Novos pedidos
  • Investimento de 250 milhões de euros em Kiel
  • 500 novas contratações

A thyssenkrupp Marine Systems, a terceira maior empresa de defesa da Alemanha e líder mundial de mercado em submarinos convencionais, registrou uma evolução positiva: até 2023, a empresa investirá € 250 milhões em seu estaleiro de Kiel (Alemanha).

Seu objetivo é transformá-lo em um centro de competência internacional para a construção de submarinos convencionais.

Graças ao bom progresso atual com novos pedidos, cerca de 500 novos funcionários serão contratados em toda a empresa até o final de 2020, a maioria para serem baseados em Kiel. A força de trabalho será, principalmente, de engenheiros e mão de obra qualificada, especialmente em pesquisa e desenvolvimento, construção e fabricação.

A caminho de se tornar a empresa naval mais moderna da Europa

A thyssenkrupp Marine Systems oferece, a partir de uma única fonte, uma gama completa de serviços de construção naval: submarinos, embarcações de superfície e eletrônica naval. A empresa estabelece padrões em construção naval de superfície e no desenvolvimento de novas tecnologias. Estão planejadas para os próximos anos diversas edificações e infraestruturas ultramodernas em Kiel, incluindo um novo espaço de construção naval para a produção de seções em grande escala, uma segunda linha de montagem, um novo sistema de andaimes e mobilização para montagem, a modernização do hangar de serviços e um elevador de navios.

O CEO da Thyssenkrupp Marine Systems (TKMS), Rolf Wirtz

“O nosso objetivo é ser a empresa naval mais moderna da Europa. Ao fazermos grandes investimentos, estamos preparando nossas operações para o futuro. Este abrangente programa de modernização reforçará a importância de nossa empresa como um dos empregadores mais importantes da região. Os sucessos recentes que tivemos mostram que existe uma forte demanda por nossos produtos e serviços. Queremos fortalecer ainda mais essa posição”, afirma Dr. Rolf Wirtz, CEO da thyssenkrupp Marine Systems.

Segundo Daniel Günther, Ministro-Presidente do Estado alemão de Schleswig-Holstein, “o setor de construção naval e de suprimentos é o coração da economia marítima em Schleswig-Holstein. Os investimentos planejados em Kiel demonstram a viabilidade futura da indústria marítima e, também, são uma forte sinalização para a força de trabalho e para a região. Como Governo do Estado, ficamos muito satisfeitos com isso”, afirma.

Evolução positiva em todas as áreas

A thyssenkrupp Marine Systems teve recentemente grande sucesso em uma forte concorrência no setor de embarcações de superfície: em agosto de 2019, a empresa foi contratada por um cliente africano para construir quatro fragatas.

A empresa é responsável pela construção das mais modernas embarcações da Alemanha, as fragatas da classe F125. O “Baden-Württemberg” foi encomendado pela Marinha Alemã em junho de 2019.

Em maio deste ano, a primeira de quatro corvetas de última geração foi batizada para a Marinha de Israel.

Em abril de 2019, o Brasil escolheu a empresa como fornecedor preferencial para a produção de quatro navios da classe Tamandaré.

Na Alemanha, a thyssenkrupp Marine Systems está envolvida na construção do segundo lote de corvetas K130.

Nos primeiros meses deste ano, a thyssenkrupp Marine Systems batizou o maior submarino convencional já construído na Alemanha (para Singapura) e o terceiro de quatro submarinos para o Egito.

Com o projeto 212CD para construir um total de seis submarinos idênticos para a Noruega e a Alemanha, a thyssenkrupp Marine Systems, juntamente com seus clientes e parceiros, pretende criar o padrão europeu da OTAN para o futuro no campo de submarinos convencionais.

Hoje, 70% da frota submarina convencional da OTAN já é produzida pela thyssenkrupp Marine Systems.

Além disso, a thyssenkrupp Marine Systems também possui uma forte base de serviços: a empresa recebeu seu primeiro pedido dentro de um acordo estratégico com Portugal para a modernização de submarinos e embarcações de superfície e também um pedido para a modernização de um submarino indiano.

No campo da eletrônica naval, a empresa também alcançou um avanço decisivo: o primeiro torpedo antitorpedo do mundo foi testado com sucesso com o SeaSpider.

A importância crescente da transformação digital e da eletrônica

Com a integração da ATLAS ELEKTRONIK, foi concluída a evolução de provedora de plataformas para provedora de sistemas integrados. A gama abrange desde projeto conceitual, construção, desenvolvimento e produção até integração de sistemas de comando e acionamento de armamentos. Pouquíssimos fornecedores oferecem esse escopo em concorrência internacional.

A eletrônica está se tornando cada vez mais importante como uma tecnologia-chave: a thyssenkrupp Marine Systems introduziu o ORCCA, um novo sistema de gerenciamento de combate.

Desenvolvido pela kta naval systems (uma joint venture entre a thyssenkrupp e a Kongsberg), é, atualmente, o sistema mais avançado do mercado para submarinos convencionais.

Novidades em termos de tecnologia stealth, células de combustível, baterias de íon de lítio, fabricação aditiva (impressão 3D), segurança cibernética e o uso de realidade virtual/aumentada para apoiar processos de produção e treinamento também estão em desenvolvimento.

Experimente um tour digital das instalações expandidas da thyssenkrupp Marine Systems em Kiel no aplicativo ou no site abaixo:

App store: “tkMS Standortkonzept” e

https://www.thyssenkrupp-marinesystems.com/en/press-releases.html

Imagens: tkms/Roberto Caiafa