Thales e o payShield 10k: pagamentos digitais com módulo de segurança de hardware inovador.

0
330
A Thales, líder em sistemas críticos de informações, segurança cibernética e proteção de dados, anuncia a disponibilidade do payShield 10k, um módulo de segurança de hardware (HSM) inovador para pagamento, que permite aos clientes a adoção, com facilidade e segurança, de novas e inovadoras tecnologias de pagamento digital.

A Thales, líder em sistemas críticos de informações, segurança cibernética e proteção de dados, anuncia a disponibilidade do payShield 10k, um módulo de segurança de hardware (HSM) inovador para pagamento, que permite aos clientes a adoção, com facilidade e segurança, de novas e inovadoras tecnologias de pagamento digital.

O novo HSM garante pagamentos digitais a custos de processamento mais baixos usando apenas uma pequena porcentagem de energia.

Ele também simplifica as operações e oferece suporte aos padrões mais recentes para pagamentos em tempo real, open banking e comércio remoto seguro.

“Os módulos de segurança de hardware desempenham uma função crítica em termos de segurança de dados principalmente no ecossistema de pagamentos”, disse o principal analista da 451 Research, Garrett Bekker. “. A capacidade de proteger novas tecnologias de pagamento digital e, ao mesmo tempo, proporcionar maior resiliência, melhor gerenciamento remoto e menor consumo de energia deverá ser uma novidade bem-vinda para o mercado”.

Sustentabilidade

Para ajudar os clientes a atingir suas metas de datacenter mais sustentáveis e reduzir custos, o payShield 10K oferece recursos aprimorados de processamento e técnicas de gerenciamento de energia.

Isso se traduz em menor consumo geral de energia, em alguns casos de até 40%, mesmo quando operando com o dobro do desempenho criptográfico. Como o payShield 10K pode ser gerenciado remotamente de forma segura com uma implementação “no touch”, as implantações em “dark data centers” também poderiam ser otimizadas.

Operações simplificadas e maior proteção

Com a introdução do payShield 10K, a implantação foi simplificada e as operações foram significativamente agilizadas. A atualização de firmware mantém todas as verificações de segurança necessárias para autenticidade e integridade do código e foi reduzida em 90% .

Garantir uma proteção robusta contra adulteração é um componente-chave do payShield 10K. No caso de um ataque, ele imediatamente excluirá as chaves e os dados confidenciais.

Além disso, ele será permanentemente desativado se forem detectadas quaisquer tentativas de acessar o módulo de segurança interno.

Esse nível avançado de proteção atende diretamente às principais preocupações dos executivos de TI e de segurança: metade deles hoje temem a exposição dos dados do cartão de pagamento ou de outras informações pessoalmente identificáveis, de acordo com o Relatório da Thales sobre Ameaças de Dados de 2019 – Edição Global (sumario executivo em português).

Para maior resiliência, o payShield 10K executa um novo monitoramento, em segundo plano, dos processos do sistema HSM e do código do aplicativo para detectar anormalidades e reagir automaticamente sem a necessidade de intervenção do cliente.

“À medida que o crescimento e a adoção de pagamentos com cartões e digitais continuam a acelerar, e com a evolução de novos métodos de pagamento, as empresas estão sendo cada vez mais desafiadas a proteger a confidencialidade e integridade das transações”, disse Ruben Lazo, Vice-Presidente da Thales para América Latina.

“Com o lançamento do payShield 10K, estamos expandindo a nossa sólida base em que movimentamos 80% das transações de ponto de venda do mundo, permitindo que as empresas acompanhem a inovação nos pagamentos, sigam os mais recentes padrões de segurança e adotem um conceito mais inteligente e ecológico de infraestrutura para pagamentos”.