TH40 & G2C, novidades Taurus na LAAD Security 2018.

0
21240

João Paulo Moralez

Usando de tecnologia moderna para o desenvolvimento e uso de materiais, processos de ensaios rigorosos e elevado controle de qualidade de produção, a Taurus aposta em dois novos modelos de armamentos para o mercado de defesa pessoal, patrimonial, de segurança pública e militar.

Neste primeiro trimestre de 2018, o segmento de armamento pessoal, militar e de segurança pública ganhou duas novidades interessantes nos calibres 9mm, .40 S&W e .380 ACP.

São dois novos projetos de pistolas que acabam de ser lançadas pela Taurus, uma das principais fabricantes de armas do mundo sendo a quarta marca mais vendida no mercado norte-americano.

Policiais conhecendo a TH40/G2C: grande interesse pelas novas pistolas Taurus. (Imagens LAAD Security: Roberto Caiafa)

A começar pelo modelo TH40, a pistola foi desenvolvida no calibre .40 S&W e .380 ACP (chamada de TH380) com uma série de características que visam atender com abrangências o mercado militar e, principalmente, de segurança pública.

A arma possui empunhadura feita em polímero, o ferrolho em aço carbono e acabamento teniferizado, ou seja, amplia a resistência do material principalmente contra abrasão e corrosão.

O estande da CBC Taurus durante a LAAD Security 2018.

Externamente há ainda o trilho Picattiny (Mil/Std-1913) para laser e lanterna; zarelho; trava do percursor; indicador de munição na câmara; trava manual, desarmador do cão e retém do carregador ambidestros; mira em trítio em três pontos (alça e massa) para permitir o emprego em ambientes com baixa luminosidade; e funcionamento em ação simples e dupla ação.

O backstrap, parte posterior do punho, é intercambiável para ser ajustado aos vários tamanhos de mãos, dando maior flexibilidade e ergonomia para os seus operadores. O projeto foi construído sob o conceito modular, ou seja, ao precisar substituir determinada peça o usuário troca um módulo da arma onde aquela peça está localizada.

Pistolas Taurus em exposição.

Assim, a pistola é mantida sempre com componentes novos. Além disso, outras peças que também estejam desgastadas são automaticamente substituídas evitando que o operador tenha que parar a arma novamente para uma manutenção em breve.

Em termos de ensaios foram feitos 10 mil disparos com munição gold; foram ensaiados os dispositivos de ciclagem; arraste em areia; simulação com spray de água com salinidade; teste de peso de gatilho eletrônico; imersão em água; ensaio de congelamento e aquecimento.

A CBC Pump 12 Military/LE e a controversa submetralhadora MT-40G2.

No calibre .380 ACP, para uso civil, defesa pessoal e patrimonial, são 18+1 tiros no carregador com o peso total (desmuniciada) de 800g.

Já o calibre .40 S&W, sendo este um calibre restrito no Brasil, apresenta 15+1 tiros e peso de 800g. Ambos os modelos já estão sendo comercializados e possuem 108mm de comprimento do cano, 152mm de comprimento total e 147,5mm respectivamente.

O segundo modelo apresentado pela Taurus e que também já está à venda é o G2C, uma pistola mais ergonômica, leve e disponível nos calibres .40 S&W e 9mm.

Seu uso pode ser como um armamento backup e o seu porte, devido ao tamanho, menor que o TH40 e TH380, pode ser feito de maneira velada.

Outro destaque no estande da Taurus, o fuzil de assalto Taurus T4, mais um projeto com o DNA M4/M16.

A armação é em polímero de alta resistência; acabamento oxidado; possui trilho Picattiny (Mil/Std-1913) para o acoplamento de acessórios como lanternas e mira laser; possui trava de percussor, trava manual e trava de gatilho; indicador de munição na câmara e arestas arredondadas para permitir porte velado sem machucar o usuário.

Em ambos os calibres o cano possui 83mm, enquanto a altura é de 129mm e o comprimento total de 159mm. No calibre 9mm são 12+1 tiros e o peso total desmuniciada é de 610g. No calibre .40 S&W são 10+1 tiros com peso de 600g desmuniciada. Esse modelo já acumula mais de 1 milhão de exemplares vendidos nos EUA.

Segundo a Taurus, os novos produtos, principalmente os da linha Tseries, foram desenvolvidos no novo protocolo da empresa. O diferencial da linha é a intercambialidade.