TF-X, o caça de 5ª Geração da Turquia, mostra suas garras no PAS 2019.

0
3158
O mock-up em tamanho real do TF-X no PAS 2019. (Imagem: Roberto Caiafa)

Texto e Fotos: Roberto Caiafa

A Turkish Aerospace Industries (TAI) revelou no 1º dia do Paris Air Show o modelo em tamanho real do novo caça de 5ª geração Stealth, o TF-X.

A Turquia enfrenta uma possível expulsão do programa F-35 dos EUA por causa da sua determinação pela aquisição do sistema de defesa aérea (SAM) S-400 da Rússia.

O modelo parece inspirado no F-35 (em parte) e no F-22 (principalmente) e tem muitas características de projeto similares aos stealth norte-americanos.

No entanto, tem dois motores em comparação com o motor único do F-35.

O cronograma da TAI prevê o primeiro voo para 2023.

O governo turco destinou um investimento inicial de US$ 1,178 bilhão na fase  conceitual de projeto no programa TF-X, segundo afirmou uma fonte no início de 2018.

Prova disso é que a TAI selecionou ou está no processo de seleção de fornecedores para a entrega de vários componentes chave do novo jato.

A Turquia e o Reino Unido assinaram um MoU durante a visita do presidente Recep Tayyip Erdogan ao Reino Unido entre 13 e 15 de maio de 2018 para desenvolver o caça nacional, preliminarmente designado como TF-X.

Espera-se que a BAE Systems e a Rolls Royce estabeleçam algum tipo de parceria  com a TAI no desenvolvimento do jato bimotor.

Em outra escolha que mostra o empenho turco para viabilizar o novo caça, a TAI selecionou a plataforma de software 3D EXPERIENCE da Dassault Systèmes (França) para acelerar o desenvolvimento da aeronave TF-X.

O grupo Kale da Turquia lançou uma joint venture com a Rolls-Royce do Reino Unido para desenvolver e fabricar motores para o caça a jato TF-X, que está sendo desenvolvido localmente.

Esse propulsor é considerado uma modificação do motor EJ-200 que equipa o Eurofighter 2000.

Mas nem tudo são flores nesse planejamento.

Se as relações da Turquia com os Estados Unidos piorarem com relação a questão S-400, isso terá influência na cooperação com fornecedores da Europa Ocidental, como a Rolls Royce.

Caso esses embargos se confirmem, a Turquia poderá considerar a Rússia como uma opção para o fornecimento de motores.

A russa Rostec manifestou interesse em fornecer um motor para o TF-X que, com toda a probabilidade, poderia ser o Izdelie 30, o motor que equipa o caça stealth de 5ª geração Su-57.

Esse motor, cujo primeiro teste de voo aconteceu ao final de 2018, pode voar no modo supercruzeiro (Mach 1+ sem uso de pós combustão).