Terceiro Grupo de Defesa Antiaérea realiza cursos operacionais

0
1192

Militares do Terceiro Grupo de Defesa Antiaérea (3º GDAAE), sediado em Anápolis (GO), participaram de cursos operacionais relacionados ao Sistema Antiaéreo IGLA, míssil de curto alcance utilizado por todas as unidades antiaéreas da Força Aérea Brasileira (FAB).

O objetivo é treinar sargentos, cabos e soldados do grupo para que possam realizar as missões das unidades de tiro na menor fração de emprego de defesa antiaérea. A meta é capacitar também os militares para detectar e engajar, com o próprio equipamento orgânico, um vetor hostil designado por um centro de controle.

Militares do 3º GDAAE treinam ciclo completo de emprego do Sistema Antiaéreo IGLA (Imagem BAAN)
Militares do 3º GDAAE treinam ciclo completo de emprego do Sistema Antiaéreo IGLA (Imagem: BAAN)

Uma das atividades já realizadas foi o disparo reduzido do Sistema Antiaéreo IGLA. O exercício teve a finalidade de permitir que os alunos conheçam o primeiro estágio de funcionamento do míssil.

O coordenador do curso, capitão de Infantaria Júlio César do Amaral Junior, destacou a importância operacional do curso: “O objetivo é formar comandante de unidade de tiro, atirador e remuniciadores para Defesa Antiaérea da Força Aérea Brasileira. Esses três militares compõem a unidade de tiro, que é posicionada no terreno para treinar missões reais da mesma forma como foi realizado nos Jogos Olímpicos 2016. Os grupos de Defesa Antiaérea atuam como elos do Comando de Defesa Aéreo Espacial Brasileiro (COMDABRA)”, explicou.

Ivan Plavetz