Sistema Integrado de Comando e Controle do Corpo de Fuzileiros Navais (SIC2CFN).

0
2593
A novidade este ano é a utilização do Sistema Integrado de Comando e Controle do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), que visa facilitar o gerenciamento das ações no campo de batalha, possibilitar a obtenção de dados, viabilizar a comunicação entre os elementos de combate e realizar ações de guerra eletrônica contra forças adversas.

A Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE) realizou a Operação Formosa 2019, de 8 a 17 de julho, no Campo de Instrução de Formosa (CIF), em Goiás.

A novidade do evento este ano foi a utilização do recém-adquirido Sistema Integrado de Comando e Controle do Corpo de Fuzileiros Navais (SIC2CFN), um sistema que tem por objetivos facilitar o gerenciamento das ações no campo de batalha, possibilitar a obtenção de dados, viabilizar a comunicação entre os elementos de combate e realizar ações de guerra eletrônica contra forças adversas.

O SIC2CFN é composto por quatro módulos, o de Gestão do Campo de Batalha, o de Artilharia, o de Comunicações e o de Guerra Eletrônica.

Segundo o CMG FN R1 Cícero, gerente do Programa, o sistema só estará completo em outubro próximo, quando será testado em sua plenitude durante a Operação Dragão 2019.

Trata-se do Estado da Arte em Comunicações, Comando e Controle e Gerenciamento do Campo de Batalha, mais os módulos de Logística, Inteligência de Sinais (SIGINT), e de comunicações (COMINT), de Artilharia (integrado ao Sistema Gênesis da Imbel, para controle do tiro de Artilharia) e podendo receber anexos para veículos aéreos não tripulados e seus sensores, comunicações satelitais e georeferenciamento de toda a tropa em carta digital, em tempo real (dentre outras possibilidades).