SeaWing: planador para propulsão de embarcações de grande porte (Airbus).

0
522
O planador automatizado SeaWing, que utiliza tecnologia de parafólio para rebocar navios comerciais de grande porte, foi desenvolvido por uma equipe de engenheiros da Airbus engajados na preservação do meio ambiente.

O slogan da Airbus “Fazemos voar” acaba de agregar um significado totalmente novo com a aplicação da experiência aeronáutica da empresa à uma nova tecnologia que pode revolucionar a indústria de transporte marítimo.

O planador automatizado SeaWing, que utiliza tecnologia de parafólio para rebocar navios comerciais de grande porte, foi desenvolvido por uma equipe de engenheiros da Airbus engajados na preservação do meio ambiente.

A utilização do planador para propulsão de embarcações de grande porte aumentará a eficiência de combustível em 20%, ao mesmo tempo que reduz a emissão de gases de efeito estufa, segundo estimativas da fabricante.

Quando instalado em uma embarcação, pode ser acionado com um simples botão.

O planador é lançado, desenrolado e operado de maneira automatizada, enquanto seu sistema coleta e analisa dados marítimos e meteorológicos em tempo real para otimizar sua performance e garantir segurança máxima.

Quando não há mais necessidade de reboque, o SeaWing é dobrado e guardado automaticamente, estando pronto para a próxima utilização.

O SeaWing foi desenvolvido pela empresa AirSeas, uma pequena startup da Airbus que reúne engenheiros engajados na preservação do meio ambiente e com uma paixão em comum por aeronáutica e o mar.

A AirSeas mistura experiência em tecnologia marítima com o melhor que a Airbus tem para oferecer em termos de aerodinâmica, modelagem, controles de voo, sistemas e materiais.

Com os pedidos feitos pela Airbus para instalação do SeaWing em seus próprios navios ro-ro (roll-on/roll-off), o conceito do planador completa seu ciclo.

Ele será instalado em embarcações da Airbus que transportam peças grandes de aeronave entre centros de produção na Europa e nos Estados Unidos.

Além de reduzir os custos de transporte de acordo com a meta de 20%, espera-se que o SeaWing diminue a pegada ambiental industrial da Airbus como um todo, evitando a emissão de 8 mil toneladas de CO2 por ano.

“Estamos muito orgulhosos que a Airbus tenha depositado sua confiança no sistema SeaWing após ter acompanhado os resultados dos nossos testes em primeira mão em seu próprio navio”, explicou o fundador e CEO da empresa Vincent Bernatets, que no passado trabalhou na Airbus em cargos de gestão, marketing, pós-vendas e desenvolvimento de negócios. “Essa primeira instalação em uma embarcação ro-ro abre caminho para outros acordos pioneiros envolvendo embarcações como navios porta-contentores, navios graneleiros e balsas”.

Com uma estrutura simples e modular, o SeaWing foi criado para ser instalado rápida e facilmente em praticamente todos os tipos de navios comerciais atualmente em operação.

A instalação pode ser realizada durante estadias planejadas em qualquer ponto de parada.