Saab modernizará caças Gripen C/D da Força Aérea da Suécia

0
1037
(Imagem: Saab)

A Saab, companhia de defesa e segurança, recebeu da Administração de Material de Defesa da Suécia (FMV conforme sigla local), um pedido visando modernizar a frota de aviões de combate Gripen C/D da Força Aérea da Suécia. O montante financeiro envolvido é da ordem de 215 milhões de coroas suecas (SEK), ou aproximadamente US$ 23 milhões. As entregas estão programadas para acontecer entre 2017 e 2018.

De acordo com a Saab, para garantir o emprego efetivo do sistema Gripen e comprovação de suas capacidades, essas aeronaves e os sistemas de apoio terrestres passam por upgrades regulares. Esse último pedido é complementar ao chamado upgrade MS20 realizado na Suécia no início deste ano. Inclui melhorias nos sistemas de aviônicos e sensores da aeronave, como por exemplo na interface entre a aeronave e o piloto, upgrades dos sistemas de suporte e treinamento e compra de novos equipamentos, entre outros. A Saab afirma que o conjunto de aperfeiçoamentos irá aumentar a eficiência dos sistemas Gripen C/D.

Conforme avaliação de Jerker Ahlqvist, diretor da unidade de negócios do Gripen no âmbito da divisão de aeronáutica da Saab, o Gripen C/D é a espinha dorsal de várias Forças Aéreas em todo o mundo e vemos um interesse significativo e sustentado do mercado. Segundo ele, o design único do Gripen permite atualizações contínuas do sistema, significa que a Saab pode oferecer para seus clientes a mais recente tecnologia e atender às necessidades atuais e futuras em termos de capacidade operacional.

A atualização completa do MS20 está totalmente operacional com a Força Aérea Sueca, e upgrades que habilitam o MS20 para a Força Aérea Tcheca estão em andamento. Conforme a Saab, o MS20 fornece uma gama de novas opções de capacidade e inclui novas armas, funções de comando e controle, funções de radar e capacidades de reconhecimento aprimoradas.

Conforme a Saab, em virtude do MS20, o Gripen é o primeiro avião de caça do mundo a operar com o míssil Meteor da MBDA, o que torna o Gripen um dos sistemas mais avançados do mercado. A companhia assegura que usuários do Gripen são livres para decidir como, quando e até que ponto eles empregam os novos recursos fornecidos pela atualização.

 

Ivan Plavetz

SEM COMENTÁRIOS