Primeiros helicópteros Tiger HAD Block 2

0
1759
Os Super Puma da Força Aérea da Bolívia irão preencher a lacuna deixada pelos UH-1H. (Imagem: Ministério da Defesa da Bolívia)
Os Super Puma da Força Aérea da Bolívia irão preencher a lacuna deixada pelos UH-1H. (Imagem: Ministério da Defesa da Bolívia)
Os Super Puma da Força Aérea da Bolívia irão preencher a lacuna deixada pelos UH-1H. (Imagem: Ministério da Defesa da Bolívia)

Um segundo helicóptero AS 332 C1 do lote de seis comprados da Airbus Helicopters para a Força Aérea da Bolívia foi entregue na última quarta-feira (10) para a II Brigada Aérea, sediada no departamento de Cochabamba, em ato presidido por Evo Morales.

Na ocasião, o presidente boliviano disse que as aeronaves serão empregadas principalmente em tarefas de defesa civil e no combate a atividades ilícitas. Os quatro exemplares restantes deverão chegar durante o próximo ano.

Cumprirão missões de defesa civil e de combate ao narcotráfico. (Imagem: Ministério da Defesa da Bolívia)
Cumprirão missões de defesa civil e de combate ao narcotráfico. (Imagem: Ministério da Defesa da Bolívia)

O primeiro EC332 C1 foi entregue para a Bolívia em agosto. Na ocasião, Evo Morales comentou que apesar da urgente necessidade dos Super Puma por força da desativação da frota de helicópteros Bell UH-1H em abril, esse adiantamento, apesar das conversas com a fabricante, é de difícil implementação devido aos contratos firmados pela companhia com outros compradores.

Além dos Super Puma, a Força Aérea da Bolívia adquiriu quatro helicópteros EC 145 da Airbus Helicopters para tarefas de transporte utilitário, incluindo VIP.

Ivan Plavetz