Paris Air Show 2015: A vitrine aeroespacial mundial

0
2658

A 51ª edição do Paris Air Show foi marcada pela ausência de aeronaves russas, resultado da tensão entre o ocidente e Moscou após os acontecimentos na Criméia e Ucrânia. Os fabricantes europeus e algumas poucas novidades voaram sobre os céus de Le Bourget. Acompanhe com Tecnologia & Defesa as apresentações aéreas e a exposição estática do mais antigo evento aeronáutico mundial.

RVC_4492 O JF-17 Thunder da Força Aérea Paquistanesa mostrou bom desempenho e amplo leque de armamentos de origem chinesa ou russa integrados as suas capacidades.

RVC_5456

A apresentação agressiva do Airbus Military A-400M Atlas buscou dissipar qualquer dúvida sobre os motores da aeronave, após o acidente que vitimou três tripulantes na Espanha a poucos dias do Paris Air Show.

RVC_5292

Oferecido pela Boeing ao Exército Brasileiro, o CH-47F Chinook é um helicóptero de desempenho superlativo, especialmente em cenários operacionais exigentes e com pouco apoio logístico operacional.

RVC_4847

O helicóptero de ataque TAI/AgustaWestland T-129 Attack Helicopter comprova o avançado estágio tecnológico da Indústria de Defesa da Turquia. Os mísseis anticarro que armam esse exemplar também são de fabricação turca.

RVC_4860

A ucraniana Antonov exibiu estaticamente o primeiro protótipo do novo AN-178, jato de transporte leve da classe de 17-19 toneladas.

RVC_5092

O Rafale e suas manobras de grande dificuldade na execução garantiram a adrenalina do show aéreo O modelo registrou suas primeiras vendas de exportação e foi exibido em várias versões pelo fabricante francês.

RVC_5408

O Airbus A380 poderá (ou não) operar no Brasil durante os Jogos Olímpicos de 2016. Tudo depende do andamento de obras de construção e ampliação das instalações do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro.

RVC_4810

A IAI, de Israel, apresentou o Super Heron HF, nova versão da ARP com um aumento no alcance e maior carga paga de sensores e sistemas.

RVC_4718

A TAI, ou Turkish Aerospace Industries, apresentou sua ARP avançada Anka do tipo Medium Altitude Long Endurance (MALE), dotada com radar de abertura sintética e designador laser\detector termal montado em torreta.

RVC_4747

A Thales oferece no mercado de ARPs MALE o Watchkeeper, uma versão europeia do Hermes 450 com uma nova plataforma de sensores.

RVC_5054

O RQ-7 Shadow,  operado pelo Exército dos Estados Unidos, é um ARP tático amplamente difundido. Aqui, ele pode ser visto montado na sua catapulta de lançamento.

RVC_5325

Vista frontal do helicóptero de ataque Boeing AH-64D Apache Long Bowl II de uma unidade da Aviação do Exército dos Estados Unidos baseada na Alemanha.

RVC_5056 O Boeing F-15E Strike Eagle foi a grande atração da exibição estática da Força Aérea dos Estados Unidos, uma iniciativa do Departamento de Defesa (DoD) e Aerospace Industry of America (AIA).

RVC_5281

Esse Lockheed Martin C-130J Super Hercules exposto distingue-se dos demais pelo fato de ser utilizado pelo esquadrão conhecido como “Hurricane Hunters” ou Caçadores de Furacões (pesquisas climáticas).

RVC_5017

O Vulcanair MMA (multi mission aircraft) equipado com o pod SCAR pode atuar como uma versátil e eficaz plataforma de reconhecimento e vigilância, de dia ou a noite, sobre uma grande área de observação.

Roberto Caiafa
Texto e Imagens