OGMA recebe primeiro C-130 da Força Aérea Brasileira (Full Fleet Support).

0
7354
A escolha da OGMA pela Força Aérea Brasileira é prova do reconhecimento internacional do know-how da empresa portuguesa neste tipo de aeronave, para a qual tem mais de 40 anos de experiência, contando nos seus efetivos com técnicos altamente especializados e preparados para responder às mais variadas necessidades de manutenção neste produto.

A primeira de 12 aeronaves Lockheed C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB), destinadas a um programa de Full Fleet Support, chegou às instalações da OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal , em Alverca do Ribatejo, na semana passada (dia 3 de janeiro).

Este é o primeiro passo de vários que serão dados ao longo dos próximos cinco anos na manutenção de frota e suporte logístico à frota de C-130 da Força Aérea Brasileira, anuncia um comunicado distribuída pela OGMA .

O contrato está avaliado em cerca de 85 milhões de euros (98 milhões de dólares) para a OGMA e terá a duração de cinco anos.

Inclui a gestão da frota, suporte logístico, realização de manutenções programadas, substituição e reparação de equipamentos e fornecimento de componentes.

Estão dentro do âmbito deste contrato as aeronaves operadas pela FAB, sediadas no Rio de Janeiro, no Brasil: oito C-130H, dois C-130H2 (aeronaves com equipamentos de combate a incêndios) e dois KC-130H (de reabastecimento aéreo).

A Força Aérea Brasileira escolheu a OGMA para a manutenção da sua frota de C-130 Hércules.

A empresa portuguesa superou a concorrência num concurso internacional promovido pela Comissão Aeronáutica Brasileira, sediada em Washington.

A escolha da OGMA pela Força Aérea Brasileira é prova do reconhecimento internacional do know-how da empresa portuguesa neste tipo de aeronave, para a qual tem mais de 40 anos de experiência, contando nos seus efetivos com técnicos altamente especializados e preparados para responder às mais variadas necessidades de manutenção neste produto.

A OGMA faz manutenção de aeronaves C-130 militares para as forças aéreas de vários países, nomeadamente da Europa, África e Ásia.