O Su-30 MKI e o míssil BrahMos

0
2126
(Imagem: Hindustan Aeronautics.)

Um avião de combate Sukhoi Su-30 MKI da Força Aérea da Índia (IAF conforme sigla em inglês) decolou pela primeira vez portando um míssil supersônico ar-superfície BrahMos, um importante marco na direção de uma eventual necessidade de emprego dessa capacidade.

O avião de combate de dois assentos voou por cerca de 45 minutos com o míssil de 2,5 toneladas decolando do aeródromo da Hindustan Aeronautics Limited (HAL), em Bengaluru, segundo a companhia.

A aeronave é a primeira dos dois Su-30 MKI modificados para ensaiar o BrahMos, divulgou a HAL. Comenta-se que 40 Su-30 MKI da IAF serão equipados com provisões para carregar o novo míssil.

Desenvolvido na Índia, o BrahMos é guiado por um buscador de radar ativo e pode alcançar velocidades acima de Mach 3 (três vezes a velocidade do som). Ele é impulsionado por um sistema de propulsão de dois estágios, sendo que o primeiro é dotado de propelente sólido para acelerar o míssil até a velocidade supersônica e o segundo do tipo ranjet mantém a velocidade de cruzeiro até o alvo.

Imagem 2 Su-30-BrahMos
Esse primeiro voo de um Su-30 carregando um míssil BrahMos é o teste inicial de uma série de provas com a nova arma. (Imagem: Hindustan Aeronautics)

O BrahMos pode ser lançado a partir de terra firme, mar e ar. A versão lançada pelo ar tem aletas estabilizadoras maiores cuja função é garantir uma maior estabilidade após a separação da aeronave.

O alcance divulgado é de 290 quilômetros. A cabeça de guerra do BrahMos pesa entre 200 e 300 quilos, sendo que a letalidade do vetor é potencializada por sua elevada energia cinética.

Ivan Plavetz
Fonte: Flight Global