Nova unidade operacional da FAB é ativada em Canoas (RS)

0
963

Uma cerimônia militar marcou a ativação da Ala 3, nova unidade operacional, que abrangerá atividades de defesa aérea, patrulha e transporte. A Ala 3 substitui a Base Aérea de Canoas (BACO) e o Quinto Comando Aéreo Regional (V COMAR), desativados na mesma ocasião. A ação faz parte do programa de reestruturação administrativa e operacional da Força Aérea Brasileira (FAB), cujo objetivo é concentrar serviços e direcionar investimentos para a atividade-fim.

Compõem a Ala 3 um grupo especializado em segurança e defesa, três esquadrões de voo, além de unidades jurisdicionadas que atuarão no controle de tráfego aéreo e defesa antiaérea. O comando da nova unidade está a cargo do major-brigadeiro do ar Jeferson Domingues de Freitas, antes comandante do V COMAR.

(Imagem Força Aérea Brasileira)
(Imagem Força Aérea Brasileira)

 

Veja como ficou a estrutura em Canoas:

Esquadrões sediados

– Quinto Esquadrão de Transporte Aéreo – Esquadrão Pégaso (5º ETA);

– Primeiro Esquadrão do Décimo Quarto Grupo de Aviação – Esquadrão Pampa (1º/14º GAv);

– Segundo Esquadrão do Sétimo Grupo de Aviação – Esquadrão Phoenix (2º/7º GAv), transferido da Base Aérea de Florianópolis;

– Grupo de Segurança e Defesa (antigo BINFAE-CO).

Unidades Jurisdicionadas

– Segundo Esquadrão do Primeiro Grupo de Comunicações e Controle – Esquadrão Aranha (2º/1º GCC);

– Primeiro Grupo de Defesa Antiaérea – Esquadrão Laçador (1º GDAAE);

– Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Canoas – Esquadrão Coruja (DTCEA-CO);

– Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Porto Alegre (DTCEA-PA).

Aeronaves

C-95M Bandeirante, C-98A Caravan, C-97 Brasília, P-95M Banderulha, e F-5M Tiger II e F-5EM Tiger II.

Ivan Plavetz