Modernização do sistema de propulsão do São Paulo

0
1410
Recuperação da força-motriz do NAe São Paulo será o primeiro passo para a modernização da embarcação. (Imagem: Marinha do Brasil)
Recuperação da força-motriz do NAe São Paulo será o primeiro passo para a modernização da embarcação. (Imagem: Marinha do Brasil)
Recuperação da força-motriz do NAe São Paulo será o primeiro passo para a modernização da embarcação. (Imagem: Marinha do Brasil)

De acordo com Extrato de Inexigibilidade de Licitação admin/publicado na edição desta segunda-feira (24) do Diário Oficial da União (DOU) (ver texto original abaixo), o estaleiro francês DCNS irá participar da modernização e manutenção do sistema de propulsão do navio-aeródromo NAe São Paulo.

“DIRETORIA-GERAL DO MATERIAL

EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO

Termo de Inexigibilidade de Licitação n° 002/2014. Objeto: Contratação

de serviços de assistência técnica para assessorar a realização

da modernização e manutenção do sistema de propulsão do Navio

Aeródromo São Paulo, por dois (2) anos. Contratada: DCNS. Valor:

1.710.580,00 Euros (hum milhão setecentos e dez mil e quinhentos e

oitenta euros). Fundamento Legal: Art. 25°, Inciso II da Lei nº

8.666/1993. Autoridade Ratificadora: Diretor-Geral.”

No início de julho deste ano, a Marinha do Brasil realizou um “Chamamento Público” para que pessoas jurídicas ou físicas prestem serviços técnicos especializados de consultoria, assessoramento e capacitação (on the job training) da pessoal da Diretoria de Engenharia Naval (DEN), no âmbito do Empreendimento Modular do Período de Modernização do Navio-Aeródromo (NAe) “São Paulo” (EMProModNAe). Além do sistema de propulsão do São Paulo, outros itens foram especificados, sendo que para eles novas contratações devem ser anunciadas. De acordo com os planos da Marinha, os trabalhos devem começar em 2015.

Ivan Plavetz