Míssil Rafael SPIKE ER2 é apresentado na MSPO 2018 (vídeo)

0
1532
O SPIKE ER2 estará competindo como armamento de escolha para o programa Tiger Alemão, bem como para o Exército Polonês, tanto um míssil guiado de precisão stand off montado sobre veículo (superfície-a-superfície) quanto lançado do ar por helicópteros atualizados do tipo MI-24 e Sokol.
  • Míssil de longo alcance de 5ª geração para a superação tática em manobras no solo, domínio do campo de batalha e dissuasão naval.

A Rafael Advanced Defense Systems Ltd anuncia o SPIKE ER2, um míssil de 5ª geração e longo alcance, projetado para permitir a superação tática em manobras terrestres, dominância do campo de batalha e dissuasão naval.

O novo míssil, que será revelado na MSPO 2018 em Kielce, na Polônia, apresenta várias novas capacidades e uma combinação de maior alcance (até 10 km para lançamento na superfície, e 16 km quando disparado de um helicóptero), engajamento com capacidade NLOS (tiro indireto com designação de terceiros) e peso do míssil relativamente baixo (menos que 34 kg) com alta letalidade.

Todos estes fatores constituem diferenciadores significativos para o mercado de mísseis guiados de precisão.

O SPIKE ER2 faz parte do legado da família de mísseis SPIKE.

Esse míssil se tornou um dos artefatos guiados mais testados em combate, integrado a mais de 45 plataformas, em uso por 30 nações, com mais de 30.000 mísseis já fornecidos e 5000 mísseis disparados com excelente porcentagem de vitórias.

A variante SPIKE ER (Extended Range), que agora foi atualizada para o SPIKE ER2, é o membro do meio da família, com um alcance de 8 km, e um vasto portfólio de plataformas, incluindo os BlackHawk colombianos, o italiano AW129 Mangusta, o helicóptero romeno Super Puma, os Super Cobra dos Marines e muitos tipos diferentes de veículos terrestres e embarcações navais.

O SPIKE ER2 inclui uma nova variante de datalink RF para maximizar a gama energética do míssil para um melhor lançamento de stand-off a partir de plataformas de asas rotativas, permitindo alcances de até 16 km.

Ele também contém um buscador avançado moderno com sensores IR de alta resolução para aquisição de alvo em alcance estendido, e um rastreador de alvo multiespectral, permitindo a fusão de dados sensoriais – uma característica importante nos ambientes enfumaçados dos campos de batalha atuais.

O míssil também tem um rastreador de alvo marítimo especial que pode sustentar o lock-on no ambiente de contramedidas navais.

O buscador foi projetado para a arena de batalha moderna, permitindo a capacidade de “hotswap” ou a troca sensorial entre IR para multiespectral (ideal para detecção de alvos camuflados com redes desruptivas).

Além disso, o míssil possui conectividade de rede e capacidades de engajamento sem linha de visão (NLOS), incluindo uma unidade de medição inercial (IMU) para missões de alocação de alvos por terceiros, permitindo o disparo do míssil para coordenadas de alvos de grade NLOS.

A letalidade aumentada do SPIKE ER2 consiste em uma combinação de precisão muito alta (independentemente do alcance), um ângulo de ataque muito alto (penetração por cima) e ogivas avançadas em tandem HEAT, capaz de penetrar a blindagem de todos os carros de combate (MBTs) conhecidos e ainda apresentando capacidades anti-estrutura incorporadas.

Opções de ogivas AF/AS (anti-fortification / anti-ship) de penetração, explosão e fragmentação (PBF) também estão disponíveis.

O SPIKE ER2 possui compatibilidade com todos os lançadores anteriores da família, exigindo apenas atualização de software.

A Rafael está designando o seu novo míssil para concorrer no Programa Tigre (Tiger) Alemão, aproveitando a integração do SPIKE ER ao Tigre Espanhol.

A compatibilidade incorporada ao lançador existente permitirá essencialmente uma solução plug-and-play sem risco de integração, a baixo custo.

O SPIKE ER2 também será oferecido ao Exército Polonês como um míssil montado em veículo (superfície a superfície), bem como na versão aerolançável para os helicópteros MI-24 e Sokol atualizados.