Militares da Aeronáutica e Marinha reforçarão segurança nos Jogos Olímpicos

0
2269
(Imagem: Agência Força Aérea)

A primeira missão da Força Aérea Brasileira (FAB) com o Boeing 767-300ER (C-767 FAB-2900) foi realizada na última semana com o transporte de militares que atuarão na segurança dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

“A gente retoma a atividade aérea com o privilégio de realizar as missões aéreo logísticas, que consiste no emprego de meios aéreos para transporte de pessoas e de cargas. Representa a volta da atividade aérea do 2º/2º GT, Esquadrão Corsário, e fôlego de vida de uma unidade aérea operacional”, disse o comandante do Esquadrão, tenente-coronel Aviador Luiz Eduardo Ferreira da Silva.

No total, 244 militares da FAB e da Marinha foram levados de Belém (PA), Boa Vista (RR), Porto Velho (RO) e Brasília (DF) até o Rio de Janeiro (RJ). A participação de tropas das Forças Armadas em complemento à segurança pública – para Garantia da lei e da Ordem (GLO) – ocorre por solicitação do governo estadual e com autorização da Presidência da República.

O capitão de Infantaria da FAB Bruno Heloy Herculano, responsável pelos grupamentos de Porto Velho e Boa Vista, explicou que os militares passaram por um preparo especial para esta missão. “Foram realizadas instruções de policiamento, pontos de bloqueio, controle de vias, escolta, patrulhamento a pé e motorizado e, também, legislação, como Estatuto da Criança e do Adolescente e Direito Penal”, disse ele.

“Nosso treinamento foi bem completo. Queremos fazer a diferença, que a população se sinta nossa amiga e saiba que estamos lá para garantir a segurança”, ressaltou o soldado Jairo Gomes da Silva, da Base Aérea de Boa Vista (BABV).

Reforço

Embarque da tropa no Boeing 767 (Imagem: Agência Força Aérea)
Embarque da tropa no Boeing 767 (Imagem: Agência Força Aérea)

Na chegada ao Rio de Janeiro, cerca de dois mil militares da FAB aguardavam os colegas do Norte e Centro-Oeste. O comandante do Terceiro Comando Aéreo Regional (III COMAR), major-brigadeiro do ar José Euclides da Silva Gonçalves, destacou o preparo da tropa. “Estamos prontos para o desafio e para trazer à população a defesa e a segurança que nos compete”, disse.

Para o Ministro da Defesa, Raul Jungmann, o preparo dos integrantes das Forças Armadas é um diferencial para a segurança dos Jogos Olímpicos. “Os senhores foram trazidos de diferentes lugares e selecionados entre os melhores para que o evento ocorra com paz e tranqüilidade. O Brasil espera que cumpram com seu dever e, ao final da Olímpiada, possam dizer que a missão foi cumprida”, declarou ao se dirigir à tropa durante a formatura realizada na Base Aérea do Galeão (BAGL).

Saúde

153 militares da FAB e 91 da Marinha foram transportados para o Rio com o FAB-2900 (Imagem: Agência Força Aérea)

Na Base Aérea do Galeão também estava exposta a aeronave C-105 Amazonas da FAB, preparada para realizar missões de evacuação aeromédica de vítimas de contaminação Química, Bacteriológica, Radiológica e Nuclear (DBQRN).

Ivan Plavetz