Marinha realiza curso de salto livre

0
1711

O Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais promoveu o Curso Especial de Salto Livre (C-Esp-SaL).

O curso foi dividido em três fases: a primeira foi teórica, conduzida nas dependências da Organização Militar; a segunda aconteceu com a utilização do Simulador de Queda Livre (túnel de vento), que neste ano foi realizado no Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro (COPESP) em Goiânia (GO); e a terceira correspondeu aos saltos a partir de aeronaves militares.

Aluno treina salto em túnel de vento (Imagem Marinha do Brasil)
Aluno treina salto em túnel de vento (Imagem: Marinha do Brasil)

O curso contou com apoio da Força Aeronaval, por meio do Esquadrão HU-2, e também com apoio da Força Aérea Brasileira (FAB), por meio do III ETA.

Este ano ingressaram 21 alunos no curso, sendo doze do Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais, cinco do Grupamento de Mergulhadores de Combate, dois da Marinha do Paraguai, um da FAB e um da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro. Destes, dezoito concluíram o curso.

Aluno salta após adestramento no solo (Imagem Marinha do Brasil)
Aluno salta após adestramento no solo (Imagem: Marinha do Brasil)

A estrutura do C-Esp-SaL é composta por um total de 105 militares divididos em equipes de instrutores, dobradores de paraquedas, segurança, saúde, apoio e alunos.

Após a conclusão do curso, os novos saltadores livres da Marinha do Brasil estão aptos a integrar unidades que demandam infiltração por Salto Livre Operacional nas atividades de Operações Especiais.

 

Ivan Plavetz