Marinha realiza a transferência da segunda seção do Submarino “Humaitá”.

0
705
O Submarino "Humaitá" é o segundo dos quatro submarinos  convencionais do PROSUB.
O Submarino “Humaitá” é o segundo dos quatro submarinos
 convencionais do PROSUB
A Marinha do Brasil (MB), por meio do Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB), deu mais um passo no avanço da produção para a entrega do Submarino “Humaitá” (SBR-2), o segundo dos quatro submarinos convencionais desenvolvidos pelo PROSUB. Foi realizada, em 30 de maio, a transferência da segunda Seção do SBR-2. O trajeto teve início na Unidade de Fabricação de Estruturas Metálicas, situada no município de Itaguaí-RJ, e terminou no Estaleiro de Construção (ESC).
A duração do translado da segunda Seção do SBR-2 foi de, aproximadamente, quatro horas, atividade que envolveu uma logística de trânsito realizada com o apoio e coordenação da Polícia Rodoviária Federal e da Prefeitura de Itaguaí.
O Submarino “Humaitá” seguiu trajeto de cinco quilômetros até
o ESC, exigindo cuidado e destreza das equipes envolvidas
A transferência das seções do Submarino “Humaitá” será realizada em quatro etapas, tendo sempre o ESC como destino. A montagem e finalização do “Humaitá” serão no realizadas no próprio estaleiro.
O PROSUB conta com participação de universidades e centros de pesquisa, o que gera, entre outros benefícios, transferência de tecnologia, desenvolvimento próprio de tecnologias, processos e materiais avançados, fomento ao desenvolvimento da base industrial brasileira de defesa, capacitação de profissionais em atividades especializadas e milhares de empregos diretos e indiretos.
Momento em que a segunda Seção do “Humaitá” entra no ESC. Em agosto será iniciada a
fase de integração das seções do Submarino
O PROSUB não só tem fortalecido a Defesa Nacional do Brasil com tecnologia de ponta, seguindo o que está previsto na Estratégia Nacional de Defesa, como também tem trazido ao País, o desenvolvimento da Base Industrial de Defesa, priorizando e incentivando a produção e o desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação Nacional com componentes e equipamentos fabricados para a construção dos submarinos.