Marinha do Brasil treina tripulante do Esquadrão VEC-1 para operar em porta-aviões.

0
5946
Piloto do VEC-1, durante curso na US Navy, conquista prêmio Top Hook de pouso em porta-aviões voando jato T-45C Goshawk. Na foto, o CT Raggio e um T-44.
  • Esquadrão VEC-1 prossegue no treinamento de tripulações COD/ARR que irão voar os KC-2 Turbo Trader.
  • Piloto do VEC-1, durante curso na US Navy, conquista prêmio Top Hook de pouso em porta-aviões voando jato T-45C Goshawk.
O CT Raggio alcançou a melhor proficiência de pouso a bordo do CVN 77 voando o T-45C Goshawk, recebendo assim o prêmio Top Hook.

O 1º Esquadrão de Transporte e Alarme Aéreo Antecipado (VEC-1), unidade da Aviação Naval da Marinha do Brasil ainda em gestação (deverá ser ativada futuramente), já está treinando tripulantes para voarem as aeronaves COD/AAR quando estas tornarem-se disponíveis.

Em dezembro de 2017, o oficial aluno do Curso de Aperfeiçoamento de Aviação para Oficiais (T1/2013), capitão-tenente Ricson Raggio Mello, concluiu a etapa E2/C2 Pipeline, na Marinha dos Estados Unidos (US Navy).

Com a conclusão do curso, o piloto retornará ao Brasil, onde receberá a asa de aviador naval e irá compor o futuro 1° Esquadrão de Aviões de Transporte e Alarme Aéreo Antecipado (VEC-1), voando aeronaves COD/AAR KC-2 Turbo Trader.

Na fase inicial, foi realizado o curso intermediário em aeronave multimotor King Air (T-44 Pégasus) na cidade de Corpus Christi (Texas), onde o oficial obteve conhecimentos sobre a aviação de transporte multimotor.

Na segunda fase, o capitão-tenente participou do curso avançado em aeronave a jato (T-45C Goshawk), na base de Kingsville (Texas), tendo como objetivo o conhecimento para executar o pouso em porta-aviões.

Pouso de um F-18 SH a bordo do CVN-77: O CT Raggio executou a mesma manobra repetidas vezes com perfeição.

Em dezembro passado, do dia seis ao quatorze, próximo à costa de Key West (Flórida), e operando a bordo do USS George H. W. Bush (CVN 77), o capitão-tenente Raggio, após executar todos os pousos enganchados, obteve a maior média entre os alunos que buscavam a qualificação, conquistando assim o cobiçado prêmio Top Hook.

Com a conclusão do curso, o piloto retornará ao Brasil, onde receberá a asa de aviador naval e irá compor o futuro 1° Esquadrão de Aviões de Transporte e Alarme Aéreo Antecipado (VEC-1), voando aeronaves COD/AAR KC-2 Turbo Trader.

Quando estiver completo, o Trader da Marinha do Brasil apresentará esse lay-out cockpit digitalizado, entre outras modernizações planejadas.