Lote de blindados para o Exército desembarca em Paranaguá

0
11801
(Imagem: Porto de Paranaguá/Exército Brasileiro)

O Porto de Paranaguá recebeu ontem um carregamento com 52 veículos blindados usados destinados ao Exército Brasileiro (EB). Essas viaturas militares vieram a bordo do navio-cargueiro SLNC CORSICA de bandeira norte-americana.

Cedidos em condições vantajosas pelo Exército dos Estados Unidos (US Army) via Foreign Military Sales (FMS), deverão passar por uma serie de adaptações para os padrões do EB.

O recebimento desses blindados envolveu o 5º Batalhão Logístico (5ª Brigada de Cavalaria Blindada), o 5º Parque Regional de Manutenção, a 5ª Região Militar e a Diretoria de Material do Exército.

imagem-4-blindadoseb
Viatura blindada M-577 (Imagem: Porto de Paranaguá/Exército Brasileiro)

Ao todo, quatro tipos foram recebidos. O primeiro deles, o M-577 de 12 toneladas, cuja quantidade cedida para o EB é de 34 unidades, é um veículo de esteiras usado como posto de comando e ambulância. Esse tipo é o mais aguardado pelo EB, já que sua introdução significa o fim de uma antiga lacuna operacional.

Viatura blindada M-113 (Imagem: Porto de Paranaguá/Exército Brasileiro)
Viatura blindada M-113 (Imagem: Porto de Paranaguá/Exército Brasileiro)

Outras 12 unidades do lote correspondem ao modelo M-113 (11 toneladas) utilizado como transporte de sistemas de artilharia e tropas. Adicionalmente, mais quatro veículos do terceiro tipo, o M-88  de 52 toneladas, desembarcaram em Paranaguá, modelo empregado para salvamentos e socorro pesado (veículo especializado de resgate) de carros de combate.

imagem-3-blindadoseb
Obuseiro autopropulsado M-109 (Imagem: Porto de Paranaguá/Exército Brasileiro)

Por último, desembarcaram dois obuseiros autopropulsados M-109 (22 toneladas, 155mm). Essa dupla deverá fornecer peças de reposição para a frota desse modelo existente no EB enquanto um lote de 32 unidades mais modernas (versão A5), adquiridas via FMS, estão sendo submetidas à modernização pela BAE Systems América nos Estados Unidos.

Segundo o coronel Everton Pacheco da Silva, da Diretoria de Material do Exército, o Porto de Paranaguá foi o escolhido para a operação pela experiência na movimentação de cargas especiais das Forças Armadas.

Veículo de socorro M-88 (Imagem: Porto de Paranaguá/Exército Brasileiro)
Veículo de socorro M-88 (Imagem: Porto de Paranaguá/Exército Brasileiro)

“Sempre que trazemos peças e equipamentos de fora, usamos o Porto de Paranaguá. Além da proximidade de Curitiba (PR), o porto tem tradição neste tipo de operação”, disse o militar.

Em 2012 aconteceu uma movimentação parecida. Naquela ocasião foram desembarcados no porto de Paranaguá carros de combate provenientes da Alemanha.

Ivan Plavetz
Fonte: Porto de Paranaguá/Exército Brasileiro