Korea Aerospace Industries negocia mais quatro treinadores T-50 com a Tailândia

0
797
Os modernos T-50 substituirão os antiquados Aero Vodochody L-39, após mais de 30 anos de serviço (35 exemplares remanescentes). A KAI também está discutindo com a RTAF o fornecimento de peças sobressalentes e suporte de manutenção ao longo do ciclo de vida útil dos novos aviões.

 

O T-50 se apresentando nos céus de Santiago durante a FIDAE (Fotos: Roberto Caiafa)

A Tailândia deverá solicitar entre dois a quatro treinadores T-50 a Korea Aerospace Industries (KAI), além das 12 aeronaves já encomendadas. Designadas na Royal Thai Air Force (RTAF) como T-50 TH, os quatro aviões foram encomendadas em 2015 por cerca de US $ 110 milhões.

Na primeira fase do programa, a Tailândia havia encomendado quatro exemplares, cujas entregas começam em janeiro de 2018. “Esperamos concluir a entrega em março do próximo ano”, informa Derik Shin, gerente sênior da equipe técnica principal da KAI.

A RTAF recentemente colocou uma ordem para mais oito aeronaves, previstas para chegarem aos esquadrões em outubro de 2019.

“Pretendemos completar a entrega das oito aeronaves na segunda fase até o início de 2020. Na terceira fase, Banguecoque provavelmente pedirá entre dois a quatro treinadores extras. Estamos atualmente discutindo o acordo”, acrescentou Shin.

Os modernos T-50 substituirão os antiquados Aero Vodochody L-39, após mais de 30 anos de serviço (35 exemplares remanescentes). A KAI também está discutindo com a RTAF o fornecimento de peças sobressalentes e suporte de manutenção ao longo do ciclo de vida útil dos novos aviões.

A Tailândia é o terceiro usuário do T-50 no Sudeste Asiático, depois da Indonésia e das Filipinas.