Governo brasileiro propõe A-29 para a Argentina?

0
2341

De acordo com o portal argentino de notícias Urgente 24, a visita do presidente Michel Temer à Argentina incluiu uma proposta de parceria que envolve uma oferta de turboélices A-29 Super Tucano para reforçar a Força Aérea da Argentina (FAA) em suas atividades de combate a delitos transfronteiriços.

O governo brasileiro acredita que a venda das aeronaves seria um importante passo para que se estabeleça uma parceria sólida para controlar as fronteiras entre os países, além de estreitar os laços entre ambos como aconteceu quando foi estabelecido o esquema de cooperação nuclear.

Segundo o portal, a Força Aérea Brasileira (FAB), o Ministério da Defesa do Brasil e a fabricante do A-29 Embraer já deram aval para que o negócio seja desenvolvido, sendo que o êxito da proposta depende do interesse do governo argentino liderado por Mauricio Macri. O valor do possível contrato giraria ao redor dos US$ 300 milhões financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

Argentina poderá tornar-se o quinto país sul-americano operador de Super Tucano (Imagem Agência Força Aérea/ten. Enilton Kirchhof)
Argentina poderá ser o quinto país sul-americano operador de Super Tucano (Imagem: Agência Força Aérea)

Estima-se que a Fabrica Argentina de Aviones (FAdeA) deverá ser beneficiada com um possível acordo pois, além da parceria estabelecida com a Embraer para produção de componentes para o novo avião militar de transporte KC-390, há interesse da Argentina no Gripen NG e na possibilidade de envolver-se na produção do novo avião de combate já adquirido pela FAB.

Vale lembrar que no início de setembro foi anunciado que o governo dos Estados Unidos aprovou uma possível venda de 24 aviões de treinamento Beechcraft T-6C Texan II para a Argentina. Essa aprovação abriu caminho para que autoridades dos dois países, além das empresas envolvidas, iniciassem conversas para a conclusão do negócio.

Ivan Plavetz
Fonte: Portal Urgente24 (Argentina)